Programa Adoradores sem Limites

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Lendo a Bíblia de forma simples.

 

 

Lendo de forma simples,  sem presunções teologicas ou idéias pré concebidas.  È desta forma que estou procurando praticar a leitura da palavra de Deus este ano. Passei outras fases em minha vida, como a fase da “intectualidade”, do raciocinio teologico, da crítica. Um desejo ardente de saber os termos exatos nas linguas originais, não digo que não me foi de grande valia leituras assim do texto sagrado, guardo ensinamentos preciosos até hoje, mas de repente lendo as Escrituras fui me deparando com a historias de pessoas comuns, como anteriormente já citei, pessoas de carne e osso, que choram, que riem, que brigam, que amam, pessoas que morrem… Vou percebendo que Cristo, usava uma linguagem simples, a impressão que tenho, é que, mesmo as pessoas mais isimples o podiam compreender, falando um idioma comum com palavras e exemplos do cotidiano, dando graças a Deus, pois havia ocultado essas coisas dos sábios e poderosos deste mundo e revelado aos pequeninos. Se não me engano, os escritores do Novo Testamento, nao fizeram uso  do grego clássico, usaram o Kainé, ou seja o grego comum, entendo agora a visão de Jeronimo quando traduz o texto para o latim, não o latim classico e muito rebuscado, mas o Vulgar, o de uso corrente e compreensivel pelo povo, por isso  o nome Vulgata.

Não me atrai mais  pregações carregadas com termos em hebraico, aramaico e grego onde o pregador mostra toda a sua erudição , todo o seu conhecimento. É uma importante ferramenta o uso de recursos como grego, hebraico e aramaico, porém é preciso equilibrio, lançar luz ao texto, explica-lo a fim de torna-lo então, de simples compreensão. Mas temo que muito lançam luz sobre si mesmos, procurando os holofotes, complicando os textos bíblicos e fazendo o povo acreditar que sem esses conhecimentos “teologicos” é impossível entender a bíblia.

Ouvi esta semana uma palavra sábia de um amigo: “Cultos lotados, grandes pregadores, palavras muito bonitas… mas acabando o culto todos continuam vazios…e seguem suas vidas vazias…”  é como fazer parte apenas de uma platéia, podemos rir, chorar, pular, mas acabando o “show” a vida segue tal como sempre esteve.

Sabias também foram as palavras de D. L. Moody quando disse: “A Bíblia não nos foi dada para aumentar nosso conhecimento, mas para mudar nossa vida”.

Todo estudante de teologia, deverá saber que seu dever, será tornar, o mais simples possivél a compreensão dos textos bíblicos e nunca o contrário. Infelizmente temo em constatar que muitos que iam bem, na fé, no compromisso claro com Deus e na relação com suas congregações  saem dos seminários arrogantes, soberbos, enfim leram vários autores discutiram suas idéias em “alto nivel”, fizeram leituras críticas do texto sagrado, mas infelizmente esqueceram da essencia, a vida eterna, contida na palavra de Deus.

Mas voltando a falar da leitura, como é gostoso ir lendo diariamente, vivenciando os ensinos, é como se eu pudesse ver Jesus, com seus discipulos a volta, ensinando-os, não palavras mas exemplos praticados de vida.

Hoje começo a leitura do Exodo e tambem de Mateus, já li várias vezes os mesmo textos busquei a complexidade das palavras, queria o conhecimento humano, agora leio apenas querendo ser transformado. Sei que alguem poderá dizer que o povo perece por falta de conheciemento, mas o conhecimento defendido pelas escrituras é mais do que sabedoria humana, é antes de tudo uma forma de vida de acordo com a vontade de Deus, e posso acertadamente dizer que este conhecimento está traduzido na nossa lingua materna, e que pode ser entendido até pelos mais leigos quanto as formas cultas da nossa própria linguagem. Quem lendo os dez mandamentos não os entende? quem ouvindo o sermão da montanha não os compreende? Se algum ponto ficar obscuro a função do teologo é lançar luz  sobre o texto, como falei, e não sobre si.

Ler e ouvir as Sagradas Escrituras e o mesmo que estar diante de Deus e escutar dele as suas palavras.

 

Rodryguez

Lendo a Bíblia em um ano Exodo 1-3 e MAteus 14:1-21

Um comentário:

  1. Muito bom seu, que muitas vidas aprendam esse caminho glorioso de voltar a palavra de uma maneira simpels e eficaz. Como disse D. L. Moody “A Bíblia não nos foi dada para aumentar nosso conhecimento, mas para mudar nossa vida”. Uma boa tarde. Obrigada por esta seguindo o meu blog, eu ja estou por aqui também!! Parabens pelo blog.

    ResponderExcluir

Não serão postados comentários de cunho ofensivo, e nem de ordem pessoal, peço aos leitores que se atenham somente ao assunto postado em questão. Rodryguez