Programa Adoradores sem Limites

domingo, 17 de fevereiro de 2013

O Pregador

Procura limpar a vasilha antes de lançar nela seja o que for; quer dizer, antes de pregar a virtude, reforma os teus costumes.
Epicteto

Pregador! De uns tempos para cá este título tem se tornado tão importante nos círculos evangélicos. Dando um certo ar de “status” a quem o possui, E em nome desse “status” muitos exageros tem sido cometidos, ignora-se o texto bíblico em si e sua mensagem e parte para comparações e aplicações fora do contexto bíblico, colocando palavra onde elas não existem.

Isso não é novo, na Grécia antiga os sofistas já eram pagos para que com belos discursos pudessem defender interesses de terceiros, oque estava em Pauta não era verdade, mas o interesse, assim a mentira virava verdade e a verdade virava mentira.

Vejo muitos pregadores contentes, porque a plateia, público, congregação se mostrou efusiva com sua mensagem, vejo outros preocupados quanto a plateia em si parece não corresponder, e vejo outros mais ousados ordinandos que glorias, palmas e outras manifestações sejam realizadas, caso não ocorra isso a Igreja é fria!

Mas tirando algumas raras vezes, não vi a mesma preocupação coma mudança de vida, com a mudança de vida dos ouvintes!  Emoção é ótimo é bom , mas em si não traduz a mudança devida  proposta pela evangelho de Jesus Cristo.

No livro do Profeta Samuel, temos uma passagem muito sugestiva, em que Israel apos haver perdido uma batalha para os filisteus, resolveram levar a Arca da Aliança para a guerra, e fizeram um barulho tão grande, tipo de um retete ( não gosto deste termo!) que o jubilo além de ser ouvido no acampamento dos filisteus, ainda os deixou atemorizados! Porém ao saírem para a batalha todos confiantes e com muita fé, tiveram uma surpresa! Perderam a batalha, a arca da aliança foi levada, ficaram em grande confusão e como diz o autor do texto “Icabod” ou seja foi-se a glória de Israel. ( I Samuel 4:1-22)

Nem pela agua e nem pelo vinho! Não estou dizendo que a manifestação cultural, e ou emocional de um grupo seja ruim, só estou dizendo que ela em si não serve para medir a espiritualidade nem a aprovação de Deus, por que a provação de Deus se mede pela obediência as sua vontade.

A igreja de Corinto era uma Igreja rica em dons, porém era a mais problemática, das Igrejas da Ásia, Laodiceia era a mais prospera do ponto de vista material, mas foi a única em que o mestre não vi nela nada de bom!

O pregador tem que ser fiel a mensagem e ao contexto bíblico, não a emoção das pessoas, que podem reagir de formas diversas, escuto muito os pentecostais grupo dos quais eu faço parte dizerem que batistas, presbiterianos e outros grupo tradicionais são frios, mas tenho a graça de conhecer vários batistas e presbiterianos que escutam a palavra de Deus pregada em seus cultos de forma silenciosa, atentos, (alguns as lagrimas escorrem pelo rosto enquanto escutam) e que a praticam diariamente em todas as suas ações. Creio que praticar seja mais importante do que qualquer outra coisa.

O pregador deve ser fiel a mensagem e ao contexto bíblico, e não se enveredar por um caminhos de exageros afim de encantar uma plateia, deve entender que bíblia diz o que ela quer dizer, observados seus contextos de cultura, tempo e tradições do povo quem, foi originalmente dirigida.

Mas antes de tudo o pregador deve ser um praticante de tudo o que prega, e saber que pregação não apenas uma falatório sem fim coma finalidade de animar uma plateia, pregação antes de tudo é um ensino, e o verdadeiro ensino deve se dar não somente com as palavras mas também com o exemplo de vida.

Os fariseus eram doutores da lei, mas vazios em si pois gostavam apenas da forma exterior da religião e não se preocupam na sua forma interior e introspectiva que leva ao ser humano a uma verdadeira mudança de vida.

 

Rodyguez&Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não serão postados comentários de cunho ofensivo, e nem de ordem pessoal, peço aos leitores que se atenham somente ao assunto postado em questão. Rodryguez

A Provação e o Jejum "Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a prov...