Programa Adoradores sem Limites

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Pastor Antonio Itanagé - Bahia

Esse é o terceiro ano consecutivo que viajo para a cidade de Livramento - Bahia. Os anos vão se passando e cada dia mais aprendo com este lugar e sua gente. Foi aqui no ano de 2011 que conheci o pastor Antonio, que preside a Igreja evangélica Assembléia de Deus no distrito de Itanagé. 

Esse homem palavras firmes e ponderadas, que já foi cortador de cana, e catador de algodão lá no interior do estado de São Paulo, recebeu e aceitou junto com sua família a difícil tarefa de pastorear uma igreja pequena, construída em material precário e sem recursos no distrito citado. 

Quando o conheci no ano de 2011 ele já havia dado termino a construção de um templo novo, derrubou as velhas estruturas e construiu um templo novo, foi em 2011 que ele me disse como as dificuldades que enfrentou, os paradigmas que teve que vencer daqueles que não viam a necessidade de um templo novo, descente e bem construído, bem como o seu esforço trabalhando como servente de pedreiro nesta construção e foi neste afã que teve o seu pé quebrado. 

Ainda em 2011 me lembro dele e de vários membros de sua congregação em cima de um caminhão no melhor estilo "pau-de-arara" indo realizar cultos em lugares ainda mais distantes da sede do município de livramento. E la se foi 2011 e eu admirando o trabalho sério e dedicado desse pastor que longe dos grandes centros e capitais desse país estava executando um trabalho digno de imitado. 

 Voltei no ano de 2012 e me encontrei novamente com o Pastor Antonio, o serviço de evangelização vinha dando frutos a igreja vinha crescendo, e agora o pastor estava com uma Motocicleta, indo e voltando cortando o poeirão dessas estradas e fazendo como sempre a obra de Deus, foi ainda em 2012 que em uma rápida visita em sua casa, que é alugada,que ele me disse o desejo que poder fazer algumas modificação em sua residencia mas para isso terei que ter o autorização do proprietário, oramos conversamos e de novo voltei para minha cidade Ribeirão Preto com a certeza de que eu estava diante de um homem de Deus sincero pregador da palavra de Deus, preservador das tradições e costumes, arauto de Cristo. 2013, ontem dia 28/05 fui a Itanagé visitar alguns familiares e na volta para minha surpresa vejo o Pastor Antonio, em frente a sua casa, agora reformada, e com uma Perua Kombi Zero em sua garagem! - 

A Kombi foi doada zero e com o tanque cheio por um empresario que grato a Deus e entendendo a necessidade da obra fez esse semeadura nos campos férteis de Deus. Chorei, ri me alegrei muito, oramos... Ele me falou da pequena igreja que hoje arrolada 50 pessoas entre seus membros, das 6 que está por batizar no próximo batismo, das outras tantas que estão frequentando a a Igreja como congregados e se preparando para serem batizados. 

 Pastor Antonio continua com sua simplicidade, firmeza e doutrina, não mudou em nada. Está claro contente pela bençãos recebidas, e cada vez mais firme em seu proposito que é evangelizar, pregar e cuidar das ovelhas. Sou grato a Deus, pois pude ver com meus olhos, experimentar e sentir o agir poderoso de Deus na vida daquele que atendo ao chamado divino não olha as adversidades temporais, mas prossegue em rumo da cidade que tem firmes fundamentos do qual o artífice e construtor é Deus.

 Se Deus me permitir que venham os próximos anos.

 A proposito, vou copiar aqui o texto que o pastor Antonio vai adesivar no na sua kombi: 

  Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos, ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós…" Efésios 3.20

Rodryguez&Carvalho

sábado, 11 de maio de 2013

O pregador e o culto a Deus.

Esta semana foi uma semana muito corrida, culto quase todos os dias! – Isso claro que me fez pensar no significado do culto cristão para mim e nas implicações dele no meu relacionamento com Deus, com a igreja e com as pessoas de fora da fé cristã.

Como pregador, obreiro e auxiliar do pastor, a demanda de cultos me “força” a estar sempre pronto para alguma ocasião inusitada. Nas Igrejas Assembleias de Deus, é muito comum o pregador ser designado de ultima hora ( alguns minutos antes do horário da pregação!) Ou ainda sermos designados para outros atos do culto também de ultima hora, como uma saudação, um cântico tradicional, uma oração, etc..

Isso me força à uma leitura constante do texto sagrado, mas é justamente ai que quero compartilhar com vocês meus pensamentos.

Um pregador quando lê um texto bíblico, por menor que seja, sua mente já começa a processar um esboço de uma mensagem, já pensa na hermenêutica, pensa em palavras chaves de grego e hebraico, se vê até mesmo pregando. Um cristão quando lê um texto, sem esta preocupação, sorve cada porção e vai se deixando ser transformado por ela. enquanto que o pregador pode apenas, extrair dela vários esboços, predicas e contextualizações sem se levar em conta que a Bíblia é a Palavra de Deus e nela Deus fala conosco de fato e corrige o nosso caminho. Corre-se o risco de ser pregador da palavra sem uma intimidade profunda com o autor da Palavra.

Muitos pregadores por conta da demanda, oram pouco, se consagram muito pouco, alguns até ignoraram o jejum, isso porque talvez pensam que conheçam muito a Deus por decorarem textos imensos, discorrem sobre doutrinas complexas da fé cristã, mas se esquecem de que vida cristã vai além das palavras, vida cristã é composta também de presença e poder de Deus na vida pessoal, e isso só se consegue na intimidade do jejum e da oração junto com a meditação na palavra.

O culto não pode começar apenas dentro dos horários estipulados do serviço religioso no templo, o culto a Deus é algo que deve ser constante em nossas vidas, que ultrapassa as dimensões físicas e temporais do templo, o nosso culto deve ser uma experiências diária com Deus de alguém que leva uma vida para honrar e glorificar ao Deus Eterno em toda a extensão e momentos da sua vida. O culto antes de ser exterior, congregado e manifesto, deve ser interior, introspectivo e silencioso, fruto de uma vida totalmente voltada para Deus. O pregador como qualquer outro cristão antes de sua preocupação com os atos exteriores do cultos, deve também ser preocupar com sua vida pessoal em relação a Deus.

Essa demanda de cultos essa semana me fez perceber, que corro o risco de ser apenas um pregador, cansado e preocupado sempre com o próximo culto a próxima pregação, preocupado se serei ou não ouvido! Tudo isso ao invés de me aproximar de Deus pode me afastar dele, ai mora um paradoxo cruel que é o de estar “fazendo a obra de Deus” e ao mesmo tempo afastado dele.

Enfim Deus esta a procura de adoradores, que ao adorem em espirito e em verdade, se envolvam como cristãos em sua seara, que vivam o seu reino, agindo assim o pregador terá muito mais que palavras para dizer, terá antes de tudo uma experiência de vida a transmitir.

Que Deus em Cristo nos abençoe.

Rodryguez & Carvalho