Programa Adoradores sem Limites

domingo, 1 de dezembro de 2013

Restituição

 

Algumas palavras adquiriram uma importância maior do que outras no vocabulário evangélico, entre essas palavras uma que esta muito na moda é a palavra RESTITUIÇÃO. Campanhas, cultos específicos, pregações direcionadas e até louvores, realmente esse tema atrai muito a atenção geral do público evangélico.

Sempre que escuto falar em restituição invariavelmente percebo que este tema se encontra intimamente ligado com a teologia da prosperidade associado também a busca incansável por realizações pessoais e materiais.

Já faz um, certo tempo em que o sentido da fé cristã teve sua direção mudada. Fala-se muito em conquista e se imagina a fé cristã como uma caminhada de alvos a serem conquistados. Muito embora não posso negar que existe um carreira proposta e um único alvo a ser desejado, este porém é Jesus o autor e consumador da nossa fé.

Engraçado como as coisas são distorcidas com o tempo e como o próprio sentido da fé é deturpado de forma quase invisível.  Em Mateus cap. 6 verso 25, Jesus no seu famoso sermão da montanha orientou seus discípulos a não andarem ansiosos quanto a própria vida no tocando a b]nossa subsistência, no verso 32 do mesmo capitulo diz ainda que são os gentios que procuram tais coisas, E em uma revelação poderosa acerca da pessoa do Deus Paim, nos diz que Deus já sabe o que precisamos, dando a entender que ele sabe cuidar das nossas vidas em sua sabedoria infinita, e no verso 33 nos exorta a buscar em primeiro lugar o Reino dos Céus, sabendo que se agimos assim as outras coisas serão acrescentadas em nossas vidas.

È triste a constatação porém é verdadeira, muitos cristãos evangélicos estão vivendo suas vidas como gentios, pagãos, procurando primeiro as coisas terrenas. O evangelho pragmático de resultado resumido pela formula um pouco sofista, que diz: se funciona é bom! Um evangelho que não abre espaço para as verdades bíblicas acerca da soberania de Deus, seu cuidado com nossas vidas e seu modo peculiar de agir.

Eu creio no poder de Deus, no poder transformador, na regeneração do homem como um todo, creio na restituição, porém o principio será sempre o de Mateus 6.33 – O problema do ser humano não são os outros, nem as circunstancias, ouso dizer que nosso problema principal também não está nas regiões espirituais da maldade. O nosso maior problema é o pecado, pois a  bíblia diz que cada um deve se queixar do seus próprios pecados! Sendo assim a solução sempre estará em se levar um vida tendo como alvo o reino de Deus, a santificação e separação do mundo e suas coisas pecaminosas, este sim é o primeiro passo a ser dado em busca da restituição.

Lendo o Livro de Joel, que eu particularmente considero o livro bíblico da restituição, pois nele encontramos uma nação falida, atacada por ondas de pragas que estavam acabando com a plantação, a terra estéril, e ainda por cima o profeta diz que a nação deveria se preparar pois a invasão dos gafanhotos´era apenas um sinal da invasão de povos inimigos ou seja a situação iria ficar ainda pior. È meio a tudo isso que Deus faz uma promessa de RESTITUIÇÃO! Joel 2.25 – Lendo livro com atenção veremos que o problema todo de Israel era o pecado, o  coração endurecido, o distanciamento do Senhor, e sendo assim em Joel 1.12 – 17 Deus manda o povo se converter, rasgar o coração, apregoar um jejum e chorar, para Deus se mostre zeloso para com seu povo e sua terra!

Os que querem ter suas vidas restituídas devem restituir a Deus o seu lugar que lhe é devido.

Rodryguez & Carvalho

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não serão postados comentários de cunho ofensivo, e nem de ordem pessoal, peço aos leitores que se atenham somente ao assunto postado em questão. Rodryguez

A Provação e o Jejum "Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a prov...