sábado, 31 de outubro de 2009

SOBRE O BIG BANG


extraido do site http://www.cacp.org.br/

O ilustre divulgador da teoria do Big Bang, Doutor Hawking afirma o seguinte sobre tal tese: “Se encontrarmos a resposta para isso teremos o triunfo definitivo da razão humana; porque, então, teremos atingido o conhecimento da mente de Deus”.[11] Ou seja, um dos mais brilhantes cientistas, defensor da idéia do Big Bang, teve a humildade de deixar o assunto em aberto, mas o jornalista concluiu o que nem os cientistas ainda concluíram – QUE O BIG BANG É FATO! As revistas, de modo geral, argumentam a favor e contra essa teoria, ainda não há um consenso.



O site www.ChristianAnswers.Net/portuguese relata alguns fatos interessantes a respeito do tema, vejam: Os Criacionistas sustentam que no princípio Deus falou e a Terra surgiu -- ele ordenou e os céus se firmaram (Sl. 33.9)! Todas as milhares de estrelas apareceram repentinamente e sobrenaturalmente no espaço. As Escrituras não indicam uma explosão, embora o universo deva ter experimentado uma entrada repentina, "explosiva" de energia ordenada. Talvez alguns dados astronômicos que pareçam apoiar a teoria do big bang, tais como radiações infravermelhas e residuais, precisem, pelo contrário, ser encarados como evidências de uma criação rápida. Uma primeira variação secular da teoria do big bang fazia referência a um big bang "inflacionário", sugerindo que o universo teria se desenvolvido e amadurecido muito rapidamente em seus primeiros instantes. Nessa teoria particular, a ciência secular parece ter tomado um passo na direção criacionista. Maiores progressos devem ser de interesse nessa área de teoria e pesquisa. O big bang como é entendido hoje é uma teoria inadequada. Há muitos problemas fundamentais que raramente são mencionados na literatura popular. Alguns dos "elos perdidos" na teoria são:



Origem Perdida: A teoria do big bang supõe uma concentração original de energia. De onde veio essa energia? Os astrônomos algumas vezes falam de uma origem a partir de uma "flutuação mecânica quântica dentro de um vácuo". No entanto, na teoria do big bang, não existia nenhum vácuo antes da explosão. De fato, não há nenhuma teoria secular consistente para a origem, desde que cada idéia é baseada na preexistência de matéria ou energia.



Detonador Perdido:O que acendeu a grande explosão? A concentração de massa proposta nessa teoria iria permanecer unida para sempre como um buraco negro universal. A gravidade iria impedi-la de se expandir ao redor.



Formação dos Astros Perdida: Nenhum modo natural foi encontrado para explicar a formação dos planetas, estrelas e galáxias. Uma explosão teria produzido, na melhor das hipóteses, uma pulverização de gás e radiação para o exterior. Este gás deveria continuar se expandindo, e não formar intrincados planetas, estrelas e galáxias inteiras.



Antimatéria Perdida: Algumas versões da teoria do big bang requerem igual produção de matéria e antimatéria. Contudo, apenas pequenos traços de antimatéria - positrons e antiprótons, por exemplo - são encontrados no espaço.



Tempo Perdido: Alguns experimentos indicam que o universo pode ser jovem, da ordem de 10 mil anos de idade. Se for verdade, então não há tempo suficiente para o desdobramento das conseqüências da teoria do big bang. Um curto espaço de tempo não levará em conta a evolução gradual das estrelas ou da vida na Terra.



Massa Perdida: Muitos cientistas assumem que o universo eventualmente irá parar de se expandir e começar a se contrair novamente. Então ele irá novamente explodir e repetir seu tipo oscilatório de movimento perpétuo. Esta idéia é um esforço para escapar de uma origem e um destino para o universo. Para que a oscilação ocorra, entretanto, o universo deve ter uma certa densidade ou distribuição de massa. Até agora, medições da densidade da massa são 100 vezes menores do que o esperado. De fato há indicações de que o universo está acelerando para fora em vez de diminuir a velocidade. O universo não parece estar oscilando. A massa necessária ou "matéria escura" está "desaparecida".



Vida Perdida: Em um universo em evolução, a vida deveria ter se desenvolvido em toda parte. O espaço deveria estar cheio de sinais de rádio de formas de vida inteligentes. Onde estão todos?



Neutrinos Perdidos: Essas pequenas partículas deveriam inundar a Terra a partir do processo de fusão do Sol. O pequeno número detectado levanta questões acerca da fonte de energia do Sol e do entendimento global do homem sobre o universo. Como então a ciência pode falar com alguma autoridade sobre as "origens"?



O Darwinismo já se tornou obsoleto e tão superado que em muitas faculdades dos EUA nem ensinar sobre esta teoria é permitido, mas o escritor do referido artigo vem tentar trazer como novidade, “as mais recentes descobertas”, teorias nem aceitas mais pela própria ciência!

quarta-feira, 28 de outubro de 2009


Tema: As Contribuições do Sofrimento.
Texto: II Coríntios 12. 1-10. 
Introdução. Você já observou que todos os servos de Deus enfrentaram muito sofrimento? Abel, o ódio do irmão.Noé, a rejeição do seu povo. Moisés, o fardo de uma nação rebelde.Daniel, furtado de sua família ainda adolescente.João Batista, decapitado.Estevão, apedrejado.João, o amado, exilado. De todos, Paulo, provavelmente foi um dos que mais foi vitimado pelo sofrimento. No Capítulo onze versos 23-28, temos um retrato do que ele passou. Vejamos. Sem dúvida, ele sofreu muito. O sofrimento é inevitável, indispensável e pedagógico. De maneira geral Ele:1. Nos livra do ensoberbecimento;2. Gera dependência de Deus;3. Mostra a suficiência da graça de Deus;4. Traz fortalecimento de poder. 
Com isto em mente vamos passar pelo texto em apreço e ver quais as contribuições do sofrimento em nossas vidas. Charles Santey, no seu livro Como lidar com o sofrimento, nos dará uma ajuda para que o assunto seja bem compreendido. 
1. Primeiro: Sempre há um propósito divino em cada sofrimento. 12.7. Na vida dos crentes, nenhum sofrimento é desperdiçado.  Em Deus não existe acaso, coincidência ou acidentes. Deus não brinca de nos fazer sofrer. Romanos 8. 28. Os propósitos de Deus são claros. 2 Cor 1. 3, 4. "Deus nos consola, para que possamos consolar". 
2. Segundo: É possível que Deus nos revele o propósito e a razão de nosso sofrimento. 12.7. Paulo sabia que seu sofrimento é para que ele não se exaltasse diante da visão que teve. O sofrimento o manteria no lugar certo. Nem sempre é assim. Jó, por exemplo, provavelmente morreu sem nunca saber a razão do seu sofrimento. Às vezes, porém, Deus nos mostra a razão. Por vezes à única voz que ouvimos é a do silêncio de Deus. Nesta horas, os "por quês", as "interrogações", são inevitáveis. Você deve confiar em Deus.  Ilustração: Quando Albert Einstein veio a América pela primeira vez, foi perguntado à sua esposa: "A senhora compreende a complexa terioria da relatividade pela qual seu marido é tão famoso no mundo?" Ela respondeu: - Não. Eu não compreendo a teoria, mas eu compreendo meu marido, e isto basta".As escrituras afirmam que até mesmo Jesus aprendeu pelas coisas que sofreu. Hebreus 5.8. "O sofrimento é uma escola de Deus em nossa vida para esculpir em nós a Beleza de Jesus". O sofrimento na vida do cristão não vem para destruí-lo, mas para depurá-lo.  O sofrimento nos põe de joelhos diante de Deus para nos colocar de pé diante dos homens. 
Terceiro, Deus não nos reprova por pedirmos a Ele explicação acerca do nosso sofrimento. 12. 8, 9. Paulo pediu. O crente não é masoquista, ele não gosta de sofrer. Deus não é sádico. Ele não permite o sofrimento simplesmente por permitir. Você pode pedir explicações: 1. Não as faça para os que não podem te explicar.2. Não peça em atitudes de blasfêmia.3. Faça diante de Deus, com humildade, com esperança, com entendimento.4. Faça sinceramente. Lançando sobre Deus sua ansiedade.  I Pe 5.7. Quando Elias fugindo de Gezabel refugiou-se em uma caverna, Deus mesmo foi até ele e o incentivou a desabafar: "Que fazes aqui Elias?". Jó é olhado como paciente, mas sua história revela que uma coisa Jó fez: Abriu o bico, rasgou o peito e desabafou diante de Deus. Mesmo o Senhor Jesus, nas hora da dor extrema rogou: "Pai, se possível, passa de mim este cálice". Mc 4.36. 
Quarto, o sofrimento às vezes pode ser um dom de Deus. V7. É difícil qualquer um de nós encararmos o sofrimento como algo que está a nosso favor. Normalmente achamos que ele só nos traz prejuízos e quer acabar conosco. O espinho na carne de Paulo era um presente de Deus, porque por meio desse incômodo, Deus o protegeu daquilo que ele mais temia: Ser desqualificado para o ministério. 
Quinto, Satanás pode estar por trás do nosso sofrimento. V7. Muitas são as vezes que com a permissão de Deus Satanás toca na nossa vida. Como com Jó e Paulo. Ele jamais pode frustrar os planos divinos. Talvez você se pergunte: Quem está por traz do sofrimento de Paulo: Deus ou Satanás. Ou então: Como é que um mensageiro de Satanás pode cooperar para o bem de um servo de Deus? Como pode Satanás estar esbofeteando Paulo e isso ainda contribuir para o seu bem? Deus é soberano. Satanás não pode agir em momento algum, em nenhum lugar, com ninguém, sem a permissão de Deus. Ele não pode tocar em nenhum filho de Deus, sem que Deus o permita. Quando Satanás tocou em Jó, queria destruí-lo. Mas o que foi que ele conseguiu? Colocar Jó mais perto de Deus. 42.5. O mesmo aconteceu com Paulo. Tornou-se mais humilde, dependente da graça de Deus. 
Sexto, Deus não apenas permite o sofrimento, mas, também nos consola quando somos atingidos. 12.9. Nem sempre Deus nos dá o que queremos, mas sempre Deus nos dá o que precisamos. Paulo queria alívio, mas Deus lhe responde que vai assisti-lo naquele sofrimento, transformando-o em benção para a sua vida. Paulo aprendeu, pois escreveu: "a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós eterno peso de glória". 4.17. Deus, meu querido, nunca vai deixar você sozinho, no vale da dor. Salmos 34:18  Perto está o SENHOR dos que têm o coração quebrantado e salva os contritos de espírito.Salmos 145:18  Perto está o SENHOR de todos os que o invocam, de todos os que o invocam em verdade. Filipenses 4:5  Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens. Perto está o Senhor. 
Sétimo, A graça de Deus é suficiente na hora do sofrimento. 12.9. A graça de Deus é a provisão de Deus para tudo que precisamos quando precisamos. A graça de Deus é melhor que a vida. Sl 63.3. A vida sem a graça de Deus, não tem graça nenhuma. A graça de Deus é o tônico para a alma aflita, o remédio para o corpo frágil, a força que põe em pé o caído. A graça de Deus nunca está em falta. Sem dúvidas passamos por várias provações: Poikilos. Tg 1.2,3. "Policromático" – Várias cores. Há provações leves e provações pesadas.Há provações breves e provações longas.Há provações físicas e provações emocionais.Há provações financeiras e provações espirituais. Então Pedro escreve: "servi uns aos outros como bons dispenseiros da multiforme graça de Deus". Multiforme: poikilos. Policromático – várias cores. Para cada provação há uma medida certa da graça de Deus. 
Oitavo, Nem sempre Deus remove nosso sofrimento. 12.8. Muitos servos e servas dos Senhor trilharam boa parte de sua vida e fizeram a obra do Senhor em sofrimento. Exemplos: 1. João Calvino. Tinha várias doenças sérias. A maior parte de suas obras foram feitas quando acamado. Teve a perca dos movimentos de sua mão direita, então ditava o que deveria ser escrito. Tinha terríveis enxaquecas, sofria de doenças respiratórias gravíssimas. 2. David Brainerd. Dizem que nenhum outro homem na história andou mais com Deus do que esse moço que morreu aos 29 anos tuberculoso. Evangelizou milhares de índios antropófagos na selva, por vezes só. 3. John Bunyan, o homem que escreveu o livro: o Peregrino. Passou 14 anos na prisão em Bedford, inglaterra. Sua maior dor não foi a prisão, mas ver sua filhinha cega padecer necessidades sem poder fazer nada.  4. Fanny Crosby, talvez a maior compositora evangélica de todos os tempos. Cega desde a sexta semana de vida. Morreu com 92 anos e escreveu mais de 8 mil hinos. 5. Pastor e Família em Inchon na Coréia nos idos da segunda guerra mundial. Presos por serem crentes foram sepultados vivos.  Com fúria tresloucada, os carrascos começaram a enterrar a família, quando apavorado um dos filhos gritou: "Por favor pai, pense em nós". O inesperado grito, fez o pai titubear por um momento. Quando a voz da mãe bradou com eloqüência: "Nossa resposta é não. Não vamos negar nosso Senhor". Com o rosto brilhando disse aos filhos: "Aquietem-se, filhos. Coragem! Então vocês não que esta noite vamos jantar com Jesus, o Rei dos Reis e Senhor dos Senhores?". Cantando: "Eu avisto uma terra feliz, onde vou para sempre morar, ...". Foram sepultados vivos. 
Nono, A Nossa felicidade não está nas circunstâncias, mas, em Cristo. V10. A raça humana não está mais na pós- modernidade. Não é o foco mais o idealismo, os projetos, os sonhos; apenas o prazer. É a época da hipermodernidade: Todos buscam desenfreadamente o prazer. Todavia, o verdadeiro prazer, só é encontrado em Deus.  Por isto é verdade o que Jim Elliot disse: "não é tolo perder o que não se pode reter, para ganhar o que não se pode perder". Depositar toda sua vida, descansar toda sua vida em Deus, é investir seguramente na eternidade. 
Décimo, quando o sofrimento toma todas as nossas forças, então descobrimos a verdadeira fonte da vida vitoriosa. 12. 10.John Wesley, pregou 42 mil sermões, viajou a cavalo sete mil quilômetros por ano. Pregou três vezes por dia. Aos 83 anos escreveu:  "Nunca me canso, nem pregando, nem viajando, nem escrevendo. Bendita força que vem do alto". C. S. Lewis dizia: "Deus sussura em nossos prazeres, mas grita em nossas dores". Se você souber ouvir, Deus lhe falará muito mais claramente através de suas dores. 
Conclusão.  "Todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito". Neste dia, Deus desafia a todos nós a uma vida mais próxima dEle, mais íntima, de mais entrega, de mais compromisso, de mais amor. Como eu disse, os maiores homens e mulheres da história, foram também os que mais provaram o sofrimento. O sofrimento tem a capacidade de nos trazer perto de Deus.  O que tem feito você sofrer?  "curve sua fronte". 1. Talvez quem mais você ama?2. Talvez o medo do futuro?3. Talvez sua própria família?4. Talvez seus próprios pecados?5. Talvez esta próxima semana de batalha?6. Talvez a língua pontiaguda de maus elementos?7. Talvez o desemprego?8. Talvez a enfermidade? Lembre-se: 1. Deus está perto.2. O sofrimento está sob o controle de Deus.3. Todas as coisas contribuem para nosso bem. "Eis que estou convosco até a consumação do século". Jesus. Amém. 
 
samuel rodryguez





Navegue com segurança com o Novo Internet Explorer 8. Baixe agora, é gratis!

quinta-feira, 22 de outubro de 2009


Deus hoje e sempre, Deus


Viver um milagre, é estar diante de algo extraordinário, algo que entorna o nosso olhar todo em direção ao fato visto ( latin, miraculum), algo extraordinário que se manifesta em nosso mundo.


Milagre não tem explicação, porque excedem o conhecimento humano, fico pensativo quando vejo a tentativa de conciliação de conceitos espirituais com matérias, penso que tudo o que existe em nosso mundo é um reflexo da eternidade, tem uma correspondência direta, mas mesmo assim estão longe entre si, a física quântica tem descobertos coisas extraordinárias é verdade, e as tentativas de conciliação entre uma e outra coisa tem sido muitas, alias eu mesmo já pensei assim, porém quando observamos atentamente aquilo que a bíblia registra, percebemos a grande abismo entre uma e outra coisa, Paulo na sua sabedoria afirma que as coisas espirituais se discerne espiritualmente, em contraposição Tales de Mileto disse assim que as coisas materiais se explicam através de métodos matérias. Não podemos confundir a sublimidade da fé com pensamento positivo capaz de reger a universo, a natureza da Fé é a crença em Deus, e o pensamento positivo a crença em si mesmo, alias nem podemos confundir a Deus pessoal com o universo impessoal, nem o Espírito Santo, como apenas uma força.


Tenho ouvido muito teorias e tentativas de conciliação de Fé com os avanços científicos, mas ainda fico com máxima: " as coisas espirituais se discerne espiritualmente"  


Ouvi certa vez uma pessoa dizer que Jesus era o mestre da Física Pura, e por isso foi capaz de transformar água em vinho, a mesma pessoa acreditava no big bang e tentava expor as escrituras com esta opinião. Bom Jesus é Deus e tudo pode, mesmo que seja alem das regras da física ele pode fazer qualquer coisa, e querer empurrar a teoria do big bang é o mesmo que dizer que Deus só pode fazer se for assim, se não for não tem lógica. Bom se tiver lógica ele não é Deus.


Um dos conceitos teológicos mais significativos acerca de Deus que eu amo em particular é a doutrina da transcendência e imanência de Deus, penso que estamos perdendo as raízes e se deixando levar por uma teológica eletrônica, cientifica, quântica,  onde tudo semelhante ao hinduísmo não passe de carma e darma causa e efeito.




O mais engraçado é que cristãos que assim procedem ainda não sabem a diferença de uma teoria cientifica ( que muitas vezes caem ante de uma nova) e de ciência plenamente estabelecida. Nossos irmãos do passado ficaram com a Bíblia mesmo quando o mundo acadêmico a ridicularizara, e as teorias de outrora caíram, mas a fé de nossos irmãos se mostrou inabalável. Há alguém pode dizer mas a ciência tem provado a veracidade da bíblia, e daí a sua fé precisa de comprovação? Me desculpe se precisar não é fé....
E no demais, a bíblia tem tido comprovado os seus fatos históricos, sendo que seus milagres continuam motivo de chacota por parte dos Drs., que muitas vezes tem seus livros mais lidos que a bíblia por muitos cristãos.


Bom espero que deixemos para as gerações futuras o mesmo que recebemos das gerações que nos antecederam, isso claro se Jesus não voltar antes, alias nem sei se muitos ainda acreditam nisso.


Bom os Judeus pedem um sinal e os gregos a sabedoria...


E Eu vos apresento Cristo sinal de Deus e sabedoria do Eterno  

samuel rodryguez




Novo Internet Explorer 8: faça tudo com menos cliques. Baixe agora, é gratis!

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Deus e Pacto da Redenção


Certa vez ouvi uma frase de uma Pastora que me deixou estarrecido, estamos falando acerca de um rapaz que estava precisando de emprego, ele tinha sido um ex presidiário e estava ainda com contas a acertar na justiça. Diante das dificuldades que o rapaz enfrentava eu ouvi a Pastora dizer assim: “Também que vai querer saber de ex presidiário? Vai La saber o que esse rapaz fez ou que ainda deve para justiça?”

Olhando pela ótica da lógica humana a frase tem total cabimento, mas se formos olhar para as escrituras veremos um Deus comprometido sempre com a salvação dos Homens, exercendo os seus juízos sim soberanos mas sempre mostrando disposição em salvar, restaurar, e abençoar, em todas as dispensações procurando um caminho onde o homem possa se voltar a Ele e assim ser perdoado .

Deus é o Deus da Redenção, o vejo salvando em toda a Bíblia, no home expulso do Éden, para não comer da arvore da vida e viver eternamente separado de Deus, no Caim assassino, marcado para ninguém o matasse, em Manasses o pior de todos os Reis de Judá, e quando o vendo exercendo juízo o vejo antes disso, procurando a todo o custo salvar.

O Vejo no ministério de Cristo, salvando um malfeitor a sua direita...

Do Genesis ao Apocalipse onde João tem uma visão de Deus no seu trono, e o vê cercado pelo arco- Iris ( símbolo de redenção )

Bom... voltando ao assunto, estes dias vi o tal rapaz que a tal pastora sentenciou e disse que seria muito difícil... esta trabalhando de segurança ( vejam só que ironia, não me perguntem como eu não sei e não perguntei, já aprendi que tem coisas que só ao Eterno cabem!!!), esta em comunhão em certa igreja, esta noivo e logo vai se casar, e tem certeza, aquela que advêm da fé que todos os seus problemas com a justiça serão simplesmente apagados!!!. Bom de uma coisa eu sei além dos juízes terrenos existe um no céu que o julga de acordo não com lei dos homens ( nada contra a lei pelo contrario), mas de acordo com o fato de que Cristo por ele morreu e o julgamento já foi transitado em julgado, sentença dado foi essa: JUSTIFICADO.

Não amados, não creio que isso é apenas com relação a salvação, Creio em Deus que completa a sua obra e faz do mais vil dos homens vaso de honra nesta vida, e quando ELE quer nada lhe é impossível. ( afinal eu creio em milagres RS)

Bom fica para aquela tal pastora um recado: Deus é um Deus de Redenção, e nos tem outorgado o ministério da reconciliação, acreditemos pois sem reservas, no sacrifício de CRISTO.

sábado, 17 de outubro de 2009


Ministério da Reconciliação – Departamento de Anônimos

 

Era 12h30, um sexta feira, do ano de 2007,  um homem perdido afastado do seu criador, para furtivamente, para ver na Praça da Sé em São Paulo, a uns pregadores do evangelho que lá estavam assustados com medo do futuro incerto, com vontade morrer... Dois jovens para e começam a conversar com este homem, seus nomes são Lucas e Natan, nomes bíblicos, personagem bíblicos, uma historia bíblica começa a acontecer, eles lhe anunciam amor, o perdão e a Salvação que há em Cristo Jesus. Mas este homem perdido tem problemas sérios que precisam de uma resolução imediata, não mais onde morar, destruiu tudo a sua volta, e ainda por cima esta envolvido com o submundo paulistano.
"Jesus, não conhece a impossibilidade" – é o que escuta destes jovens e escuta mais escuta que naquela semana Deus haveria de tirá-lo da situação que ele se encontrava, iria levá-lo para outro lugar, e realizaria o milagre.
Os dias se passaram o milagre aconteceu hoje este homem tem sua vida restaurada, trabalha e voltou a ser um homem honrado. E mais do que nunca é imensamente grato a Deus por tudo o que realizou. – Eu poderia contar mais detalhes, porém somente ate aqui fui autorizado a relatar, conheço esta pessoa tornou meu amigo, e hoje fazendo já dois anos depois deste episodio, esta até abrindo seu próprio negocia, tornou um trabalho autônomo de sucesso e esta indo adiante.


Mas o que me interessa aqui neste relato, é à disposição destes dois jovens, talvez esquecidos, talvez ainda anônimos, igual à serva de Naamã, o Sírio, que a bíblia nem ao menos nos informa seu nome, mas ela foi à anunciadora que trouxe a boa nova, que possibilitou a cura de Naamã.


As histórias bíblicas estão sempre acontecendo a nossa volta, e gloria a Deus, por isso, pessoas comprometidas com a causa de Cristo, que não olham para este ou aquele (se eu contasse quais foram os crimes do homem que relatei, creia-me você correria dele!), mas que tem na simplicidade de suas vidas o mesmo olhar que Cristo tem, fazem como Ele faria, e no afã do dia a dia suas palavras vão se transformando em profecias.


Não estão diante das multidões, talvez você não os ache em púlpitos de mega-igrejas, nem leia os seus nomes em algum artigo consagrado do mundo evangélico.


Mas eles estão ai, silenciosamente, cumprindo aquilo que de mais precioso é para os olhos do nosso Deus, anunciando como embaixadores, o ministério da reconciliação.


São anônimos e muito provavelmente assim continuarão... Até nisso servem melhor do que muitos ao Eterno, porque desta forma toda a Gloria é DELE.






                                               Senhor daí-nos mais destes homens e mulheres.






Com o Novo Internet Explorer 8 suas abas se organizam por cor. Baixe agora, é grátis!

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

A BENÇÃO DE DEUS NÃO ACRESCENTA DORES!

Parece que ainda muitos ainda não conseguem compreender a dimensão da graça em nossas vidas, alguns cristãos vivem como se estivessem servindo Deus extremamente mal, impiedoso, que depende de várias ações propiciatorias para se aplacar. Não entederam ainda o significado da Cruz de Cristo, chegam a pensar que para serem abençoados ter que pagar um preço imenso, enquanto outros chegam a dizer que junto com a bençao depois sempre vem uma tormenta uma provação, porque DEus quer saber o que pensamos etc. bom não sabem exatamente o Deus que serve, primeiro porque Deus sabe exatamente tudo o pensamos antes de pensarmos, alias ja o sabia antes da fundação do mundo!

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

AUTORIDADE ESPIRITUAL, COBERTURA ESPIRITUAL E OUTRAS APOSTASIAS

“E ele lhes disse: Os reis dos gentios dominam sobre eles, e os que têm autoridade sobre eles são chamados benfeitores. Mas não sereis vós assim; antes o maior entre vós seja como o menor; e quem governa como quem serve” (Lucas 22:25-26).


A autoridade divina não é conferida, herdada, ordenada ou expressa por homens, inclusive pelos auto-nomeados apóstolos. Ela é exercida por uma pessoa que esteja operando sob o Espírito Santo, não sendo uma autoridade intrínseca ou posicional. Ela não pode ser imposta sobre as pessoas. Ela é reconhecida e aceita por causa da obra do Espírito, no Corpo de Cristo. Ela procede da Cabeça e é reconhecida como desta procedendo, pois é conquistada, em vez de ser absolutista e posicional. A autoridade de Cristo flui através do cristão maduro e os outros reconhecem o mérito e dignidade dessa autoridade. A autoridade divina JAMAIS está numa hierarquia, nem se encontra num ofício ou posição. Sua fonte está no Espírito que em nós habita.


O tipo de subordinação em voga hoje em dia não é bíblico e não passa de uma desculpa para uma “pescaria rápida” nos mínimos detalhes da vida de uma pessoa, desde os assuntos sexuais até os financeiros, a fim de enquadrá-la às regras não escritas e outras coisas mais da “igreja”, da célula ou do grupo de exigência [O mesmo que a ICR tem feitos há séculos, através da confissão auricular]. A não ser que haja uma razão muito séria para suspeitar, quando alguém está vivendo em pecado grave, ninguém deve se intrometer em sua vida particular:



“Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados” (Colossenses 2:16).



“Irmãos, não faleis mal uns dos outros. Quem fala mal de um irmão, e julga a seu irmão, fala mal da lei, e julga a lei; e, se tu julgas a lei, já não és observador da lei, mas juiz. Há só um legislador que pode salvar e destruir. Tu, porém, quem és, que julgas a outrem?” (Tiago 4:11-12).



“E, além disto, aprendem também a andar ociosas de casa em casa; e não só ociosas, mas também paroleiras e curiosas, falando o que não convém” (1 Timóteo 5:13).




Que nenhum de vós padeça como homicida, ou ladrão, ou malfeitor, ou como o que se entremete em negócios alheios” (1 Pedro 4:15).


Fazer admoestação, sem ser intrometidos. Devemos fluir vida de uns para os outros, não nos intrometendo nem controlando ou reajustando. Os cristãos realmente edificados e entrelaçados no Espírito automaticamente irão se abrir para compartilhar coisas, à medida em que o Espírito os aconselhe e dirija. Somos como uma família e não uma corporação ou exército. Somos um organismo e não uma organização! Uma família promove um ambiente de amor e de apoio, não de tirania ou de subordinação. Cada igreja ou assembléia local é como uma família. É independente, auto-governada, tendo Cristo como cabeça. Não existem hierarquias de igrejas nem apóstolos supervisionando uma cidade. Não existe a idéia de submeter-se a alguém para receber “cobertura”.

Respeitemos aqueles a quem o Senhor incubiu a função de orientar o corpo e cuidar dele, mas estejamos atentos, pois para não sermos presas de uma falsa autoridade que se intromete em questões alheias, que quer a todo o custo ser reconhecida, que busca o poder, apenas o poder, voltemos a simplicidade do evangelho.







Esporte Cristão!

Descobri recentemente que muitos cristãos são fanáticos por um tipo especial de esporte, um esporte muito popular, porém muito especifi...