quarta-feira, 28 de outubro de 2009


Tema: As Contribuições do Sofrimento.
Texto: II Coríntios 12. 1-10. 
Introdução. Você já observou que todos os servos de Deus enfrentaram muito sofrimento? Abel, o ódio do irmão.Noé, a rejeição do seu povo. Moisés, o fardo de uma nação rebelde.Daniel, furtado de sua família ainda adolescente.João Batista, decapitado.Estevão, apedrejado.João, o amado, exilado. De todos, Paulo, provavelmente foi um dos que mais foi vitimado pelo sofrimento. No Capítulo onze versos 23-28, temos um retrato do que ele passou. Vejamos. Sem dúvida, ele sofreu muito. O sofrimento é inevitável, indispensável e pedagógico. De maneira geral Ele:1. Nos livra do ensoberbecimento;2. Gera dependência de Deus;3. Mostra a suficiência da graça de Deus;4. Traz fortalecimento de poder. 
Com isto em mente vamos passar pelo texto em apreço e ver quais as contribuições do sofrimento em nossas vidas. Charles Santey, no seu livro Como lidar com o sofrimento, nos dará uma ajuda para que o assunto seja bem compreendido. 
1. Primeiro: Sempre há um propósito divino em cada sofrimento. 12.7. Na vida dos crentes, nenhum sofrimento é desperdiçado.  Em Deus não existe acaso, coincidência ou acidentes. Deus não brinca de nos fazer sofrer. Romanos 8. 28. Os propósitos de Deus são claros. 2 Cor 1. 3, 4. "Deus nos consola, para que possamos consolar". 
2. Segundo: É possível que Deus nos revele o propósito e a razão de nosso sofrimento. 12.7. Paulo sabia que seu sofrimento é para que ele não se exaltasse diante da visão que teve. O sofrimento o manteria no lugar certo. Nem sempre é assim. Jó, por exemplo, provavelmente morreu sem nunca saber a razão do seu sofrimento. Às vezes, porém, Deus nos mostra a razão. Por vezes à única voz que ouvimos é a do silêncio de Deus. Nesta horas, os "por quês", as "interrogações", são inevitáveis. Você deve confiar em Deus.  Ilustração: Quando Albert Einstein veio a América pela primeira vez, foi perguntado à sua esposa: "A senhora compreende a complexa terioria da relatividade pela qual seu marido é tão famoso no mundo?" Ela respondeu: - Não. Eu não compreendo a teoria, mas eu compreendo meu marido, e isto basta".As escrituras afirmam que até mesmo Jesus aprendeu pelas coisas que sofreu. Hebreus 5.8. "O sofrimento é uma escola de Deus em nossa vida para esculpir em nós a Beleza de Jesus". O sofrimento na vida do cristão não vem para destruí-lo, mas para depurá-lo.  O sofrimento nos põe de joelhos diante de Deus para nos colocar de pé diante dos homens. 
Terceiro, Deus não nos reprova por pedirmos a Ele explicação acerca do nosso sofrimento. 12. 8, 9. Paulo pediu. O crente não é masoquista, ele não gosta de sofrer. Deus não é sádico. Ele não permite o sofrimento simplesmente por permitir. Você pode pedir explicações: 1. Não as faça para os que não podem te explicar.2. Não peça em atitudes de blasfêmia.3. Faça diante de Deus, com humildade, com esperança, com entendimento.4. Faça sinceramente. Lançando sobre Deus sua ansiedade.  I Pe 5.7. Quando Elias fugindo de Gezabel refugiou-se em uma caverna, Deus mesmo foi até ele e o incentivou a desabafar: "Que fazes aqui Elias?". Jó é olhado como paciente, mas sua história revela que uma coisa Jó fez: Abriu o bico, rasgou o peito e desabafou diante de Deus. Mesmo o Senhor Jesus, nas hora da dor extrema rogou: "Pai, se possível, passa de mim este cálice". Mc 4.36. 
Quarto, o sofrimento às vezes pode ser um dom de Deus. V7. É difícil qualquer um de nós encararmos o sofrimento como algo que está a nosso favor. Normalmente achamos que ele só nos traz prejuízos e quer acabar conosco. O espinho na carne de Paulo era um presente de Deus, porque por meio desse incômodo, Deus o protegeu daquilo que ele mais temia: Ser desqualificado para o ministério. 
Quinto, Satanás pode estar por trás do nosso sofrimento. V7. Muitas são as vezes que com a permissão de Deus Satanás toca na nossa vida. Como com Jó e Paulo. Ele jamais pode frustrar os planos divinos. Talvez você se pergunte: Quem está por traz do sofrimento de Paulo: Deus ou Satanás. Ou então: Como é que um mensageiro de Satanás pode cooperar para o bem de um servo de Deus? Como pode Satanás estar esbofeteando Paulo e isso ainda contribuir para o seu bem? Deus é soberano. Satanás não pode agir em momento algum, em nenhum lugar, com ninguém, sem a permissão de Deus. Ele não pode tocar em nenhum filho de Deus, sem que Deus o permita. Quando Satanás tocou em Jó, queria destruí-lo. Mas o que foi que ele conseguiu? Colocar Jó mais perto de Deus. 42.5. O mesmo aconteceu com Paulo. Tornou-se mais humilde, dependente da graça de Deus. 
Sexto, Deus não apenas permite o sofrimento, mas, também nos consola quando somos atingidos. 12.9. Nem sempre Deus nos dá o que queremos, mas sempre Deus nos dá o que precisamos. Paulo queria alívio, mas Deus lhe responde que vai assisti-lo naquele sofrimento, transformando-o em benção para a sua vida. Paulo aprendeu, pois escreveu: "a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós eterno peso de glória". 4.17. Deus, meu querido, nunca vai deixar você sozinho, no vale da dor. Salmos 34:18  Perto está o SENHOR dos que têm o coração quebrantado e salva os contritos de espírito.Salmos 145:18  Perto está o SENHOR de todos os que o invocam, de todos os que o invocam em verdade. Filipenses 4:5  Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens. Perto está o Senhor. 
Sétimo, A graça de Deus é suficiente na hora do sofrimento. 12.9. A graça de Deus é a provisão de Deus para tudo que precisamos quando precisamos. A graça de Deus é melhor que a vida. Sl 63.3. A vida sem a graça de Deus, não tem graça nenhuma. A graça de Deus é o tônico para a alma aflita, o remédio para o corpo frágil, a força que põe em pé o caído. A graça de Deus nunca está em falta. Sem dúvidas passamos por várias provações: Poikilos. Tg 1.2,3. "Policromático" – Várias cores. Há provações leves e provações pesadas.Há provações breves e provações longas.Há provações físicas e provações emocionais.Há provações financeiras e provações espirituais. Então Pedro escreve: "servi uns aos outros como bons dispenseiros da multiforme graça de Deus". Multiforme: poikilos. Policromático – várias cores. Para cada provação há uma medida certa da graça de Deus. 
Oitavo, Nem sempre Deus remove nosso sofrimento. 12.8. Muitos servos e servas dos Senhor trilharam boa parte de sua vida e fizeram a obra do Senhor em sofrimento. Exemplos: 1. João Calvino. Tinha várias doenças sérias. A maior parte de suas obras foram feitas quando acamado. Teve a perca dos movimentos de sua mão direita, então ditava o que deveria ser escrito. Tinha terríveis enxaquecas, sofria de doenças respiratórias gravíssimas. 2. David Brainerd. Dizem que nenhum outro homem na história andou mais com Deus do que esse moço que morreu aos 29 anos tuberculoso. Evangelizou milhares de índios antropófagos na selva, por vezes só. 3. John Bunyan, o homem que escreveu o livro: o Peregrino. Passou 14 anos na prisão em Bedford, inglaterra. Sua maior dor não foi a prisão, mas ver sua filhinha cega padecer necessidades sem poder fazer nada.  4. Fanny Crosby, talvez a maior compositora evangélica de todos os tempos. Cega desde a sexta semana de vida. Morreu com 92 anos e escreveu mais de 8 mil hinos. 5. Pastor e Família em Inchon na Coréia nos idos da segunda guerra mundial. Presos por serem crentes foram sepultados vivos.  Com fúria tresloucada, os carrascos começaram a enterrar a família, quando apavorado um dos filhos gritou: "Por favor pai, pense em nós". O inesperado grito, fez o pai titubear por um momento. Quando a voz da mãe bradou com eloqüência: "Nossa resposta é não. Não vamos negar nosso Senhor". Com o rosto brilhando disse aos filhos: "Aquietem-se, filhos. Coragem! Então vocês não que esta noite vamos jantar com Jesus, o Rei dos Reis e Senhor dos Senhores?". Cantando: "Eu avisto uma terra feliz, onde vou para sempre morar, ...". Foram sepultados vivos. 
Nono, A Nossa felicidade não está nas circunstâncias, mas, em Cristo. V10. A raça humana não está mais na pós- modernidade. Não é o foco mais o idealismo, os projetos, os sonhos; apenas o prazer. É a época da hipermodernidade: Todos buscam desenfreadamente o prazer. Todavia, o verdadeiro prazer, só é encontrado em Deus.  Por isto é verdade o que Jim Elliot disse: "não é tolo perder o que não se pode reter, para ganhar o que não se pode perder". Depositar toda sua vida, descansar toda sua vida em Deus, é investir seguramente na eternidade. 
Décimo, quando o sofrimento toma todas as nossas forças, então descobrimos a verdadeira fonte da vida vitoriosa. 12. 10.John Wesley, pregou 42 mil sermões, viajou a cavalo sete mil quilômetros por ano. Pregou três vezes por dia. Aos 83 anos escreveu:  "Nunca me canso, nem pregando, nem viajando, nem escrevendo. Bendita força que vem do alto". C. S. Lewis dizia: "Deus sussura em nossos prazeres, mas grita em nossas dores". Se você souber ouvir, Deus lhe falará muito mais claramente através de suas dores. 
Conclusão.  "Todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito". Neste dia, Deus desafia a todos nós a uma vida mais próxima dEle, mais íntima, de mais entrega, de mais compromisso, de mais amor. Como eu disse, os maiores homens e mulheres da história, foram também os que mais provaram o sofrimento. O sofrimento tem a capacidade de nos trazer perto de Deus.  O que tem feito você sofrer?  "curve sua fronte". 1. Talvez quem mais você ama?2. Talvez o medo do futuro?3. Talvez sua própria família?4. Talvez seus próprios pecados?5. Talvez esta próxima semana de batalha?6. Talvez a língua pontiaguda de maus elementos?7. Talvez o desemprego?8. Talvez a enfermidade? Lembre-se: 1. Deus está perto.2. O sofrimento está sob o controle de Deus.3. Todas as coisas contribuem para nosso bem. "Eis que estou convosco até a consumação do século". Jesus. Amém. 
 
samuel rodryguez





Navegue com segurança com o Novo Internet Explorer 8. Baixe agora, é gratis!

Nenhum comentário:

Chega!

São dois mil anos de história da Igreja, uma historia que começou por volta do ano 33, uma historia gloriosa, de lutas, perseguições, da...