segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

A igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade

Há alguns anos atrás os Cristãos eram conhecidos pela sua consagração, pela distancia que mantinham do mundo e das coisas vis que neste mundo existem, a Igreja Cristã era o lugar do novo nascimento, da nova criatura, daquele que tinha um encontro real com Jesus e mudava radicalmente a sua vida. Reconheço que exageros foram cometidos, mas também reconheço que é muito melhor errar pelo excesso de zelo do que pela falta.

Quero lembrar que a mensagem do evangelho é radical, a amizade com as coisas do mundo é inimizade com Deus,  quando a Bíblia fala de mundo claro não está focando em pessoas individuais mas sim no sistema iniquo que rege este mundo. Vivemos no mundo é verdade, no mundo como espaço fisico, mas não pertecemos ao mundo ( no sentido espiritual).

Tenho observado com apreensão o liberalismo teologico que tem tomado conta de muitos cristãos,

"A igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade"  resumiu Spurgeon –

A fé entrou há muito tempo em crise, e foram criando adendos a ela, o importante é estar na mídia, na politica, na alta sociedade, até as bíblias foram deixando sua aparencia sóbria, para aderir ao gosto pessoal, capa coloridas etc, e a bíblia na melhor versão do “Fashion Week”. Nada contra, mas não posso deixar de constatar que a Bíblia para algumas pessoas virou um acessório de vestuario, um enfeite e foi deixando de ser a PALAVRA DE DEUS. Um acessório que combina com o vestuário, com a idade, com a classe, mas não molda o carater.

Do mesmo modo as Igrejas, se confudem com clubes, com encontros sociais, os hinos há muitos que deixaram de ser a expressão do Homem para seu DEUS, sendo agora a expressão do homem para o homem, feito para agradar os ouvidos, com melodias inspiradas muitas vezes em músicos e bandas mundanas, algumas declaradamente alheias e contrarias a fé cristã. ( Iron Maiden, Kiss, Black Sabath)

"O diabo raramente criou algo mais perspicaz do que sugerir à igreja que sua missão consiste em prover entretenimento para as pessoas, tendo em vista ganhá-las para Cristo" - outra frase de Spurgeon

Verdade é que as pessoas estão enchendo os templos e eventos,  e alguns exergam nisso uma forma de aprovação de Deus, na verdade algumas denominações estão tão interessadas com o resultado númerico e financeiro, que passam a agir de forma maquiavélica, onde os fins justificam os meios. Eu porém estou ciente que a Porta estreita é a da Salvação, sendo   poucos os que passam por ela.

Falando em entretenimento, o carnaval está ai, lí estes dias de um presbitero que vai liderar a bateria de uma escola de samba, e disse que é um profissonal e não tem nada de mais nisso   leia você mesmo a matéria e tire  suas conclusões ( Clique aqui para saber mais ) So quero dizer que muito embora o dito presbiterio afirme que não se corrompa com o pecado, mas por outro lado ele colabora com seus “talentos” para que outros sejam devorados pelo pecado, é no minimo conivente.

Para terminar um poucos mais de Spurgeon:

Como Pregar Para Não Converter a Ninguém

Deixe que seu motivo predominante seja assegurar sua própria popularidade.
Preocupe-se mais em agradar do que converter aos seus ouvintes.
Procure assegurar sua reputação como sendo um pregador famoso e diferente dos outros (para que todos o idolatrem e não prestem atenção na mensagem).
Fale com um estilo florido, enfeitado e inteiramente fora do alcance da compreensão da maioria das pessoas.
Seja superficial nas suas considerações para que seus sermões não contenham verdades suficientes para converter alguém.
Deixe a impressão de que se Deus é tão bom com todos, não enviará ninguém para o inferno.
Pregue sobre o amor de Deus, mas não fale nada a respeito da santidade do seu amor.
Evite dar ênfase na doutrina da completa depravação moral do homem para não vir a ofender o moralista.

 

Por Rodryguez.

Ps. aos que quiserem curtir o carnaval, lembre-se que terão uma eternidade junto com o bloco “unidos do lago de fogo” com o enredo: “ Ai que calor ôôôôôô. rs 

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

O cego de nascença

EVANGELHO DE JOÃO CAP.9

Introdução

Sempre me deparo com passagens de dificil entendimento ou interpretação, umas dessas passagens é a cura do cego de nascença, um milagre único e diferente, visto que Jesus, fez lodo, com sua saliva e untou os olhos do cego ainda por cima ordenando-o que se lavasse no tanque de Siloé. estou ciente de que passagens assim pode se mal entendidas  criar doutrinas estranhas, certa fez conheci um pastor que passava sua saliva nos outros pois dizia ser como Jesus, e que sua saliva também poderia curar! – Não é de hoje que  passagens bíblicas mal compreendidas ou distorcidas a proposito tem causado estranhezas no meio evangélico.

Por outro lado existem aqueles que se fecham em uma maxima, dizendo apenas: “ Foi assim simplesmente porque ELE, quiz,Jesus faz o que quer e pronto” – pelo menos estes ultimos não se atrevem a criar doutrinas como os primeiros, e claro que não estão errados com tal afirmação. Porém agir desta forma pode vedar o conhecimento, as verdades e intenções do autor quando fez o registro inspirado das passagens da bíblia.

Por outro existem aqueles que criam “fundamentos” em fontes duvídosas recorrendo a forma erradas de interpretação, cometendo anacronismo, querendo por assim dizer, interpretar os valores das epocas bíblicas pelas impressões da nossa realidade atual.

Para entender determinadas passagens o estudante da bíblia bem sabe que terá que recorrer a estudos dos tempos, modos e cultura em que os textos foram escritos, pois eles refletem de forma imediata um visão de mundo de sua época, após tal descoberta poderemos enfim fazer comparações, pregações e ensino de acordo com nossa realidade atual.

Mas vamos a questão do cego de nascença e estranho e diferente modo que Jesus usou para cura-lo.

 

A lei de Moises e as interpretações do talmudicas dos Rabinos.

A lei de Moises era um composto de 613 mandamentos (mitzvot) sendo o decalogo ( dez mandamentos ) um resumo desta Lei. Para cada mandamento os sabios judeus ( rabinos) foram criando especies de leis complementares, Em relação ao sabado uma dessas leis regulava que, o judeu num dia de sabado poderia cuspir em uma pedra, mas não no chão, porque cuspindo no chão a saliva fazia lodo – O Barro (lodo) era usado na confecção de vasos, panelas etc – Sendo assim o simples ato de cuspir no chão no dia de sabado, poderia fazer alusão ao trabalho, sendo assim, a tradição ordenava que se alguem, tivesse que cuspir que cuspisse em uma pedra.

No verso 14 do cap 9 de Joao a bíblia nos informa que era Sabado o dia que Jesus fez este milagres, desta forma podemos entender que com o ato de cuspir no chão Jesus estava não apenas contrariando a tradição como também se identificando como O Senhor do Sabado. – É importante também saber que os entre ops mestres do Judaísmo, corria a tradição de que Deus trabalhava no Sabado, para julgar os impios e para abençoar o seu povo – Assim somente Deus, trabalha no sabado exercendo juízo e fazendo o bem, por isso Jesus disse: Meu pai trabalha até hoje, e eu trabalho também. ( hoje= Sabado) ( Joao .17) – Desta forma Jesus neste Milagre especial se Manifesta como DEUS.

As tradições com relação a esperança Messianica

Quando os discipulos de Jesus perguntam sobre o motivo do homem ter nascido cego, Jesus afirma que o mesmo foi assim para se manifestasse a gloria de Deus, no Israel antigo corria a crença sobrer os milagres ordinários que poderiam ser operados por um profeta ou pelo sumo sacerdote, e os milagres extraordinarios que so poderiam ser operados pelo Messias, quando este viesse. E justamente com relação a cegueira, a tradição dizia que um cego que apenas perdeu sua visão ao longo de sua vida poderia ter sua visão restaurada pelo profeta ou pelo sacerdote, mas um cego de nascença  seria um milagre extraordinário, e um milagre Messianico. Pois corria a crença que só o Messias, quando viesse poderia realizar estes feitos. È  justamente por isso que o cego ao ser curado cria um alvoroço sem igual entre os Fariseus, que eram os mantenedores dessas tradições orais. Chegando a ponto de quase obrigarem o cego a darem um testemunho contrario quanto a natureza da sua cegueira. Por ser um cego de nascença Jesus estava se identificando com a crença comum do povo e se revelando como MESSIAS.

O tanque de Siloé e os ritos sacerdotais.

Ao passar o lodo no olhos do cego Jesus manda-o que se lave no tanque de Siloé que em hebraico significa o enviado. o SACERDOTE tinha por costume pegar um cantaro de ouro oe enche-lo com as aguas de Siloé, segui-o uma multidão em procissão até o templo, e num ato profético ele derramava a agua na porta das aguas, fazendo alusão ao aparecimento do Messias, e recitando isaias 12.3 ( fontes de Salvação), Também desta forma Jesus se identifica com as profecias messiancias e diz ser ele mesmo a fonte da salvação que agroa se manifestou em Israel.

Milagres como sinais.

Os milagres de Jesus, apropriadamente chamados de sinais, apontavam sempre para outra realidade, além da necessidade real das pessoas abençoadas pelo seu poder, estes sinais falavam acerca dele mesmo da sua essencia como Deus e da sua Glória. Penso que as vezes interpretamos o agir de Deus apenas pela otica do humanismo, falamos sempre da necessidade humana e a bondade de Deus para como o homem, fato que é verdadeiro, porém nos esquecemos que todo o agir de Deus é em si um sinal, uma revelação especial que nos mostra quem ELE È.

Temo que as vezes nossos olhos mesmo depois de tocados por Jesus estão fechados, assim como o cego que ficou com os olhos fechados até cumprir o que Jesus ordenou, Vivemos a influencia e ação de Deus e muitos se perguntam porque ainda não atigiram as promessas e as bençãos de Deus em suas vidas, eu me pergunto, se já cumpriram aquilo que Jesus lhe falou. O cego continuaria cego se nao tivesse ido se lavar no tanque, mesmo tendo sido tocado por Jesus de forma extraordinária. Nos continuaremos cegos enquantos se não nos lavarmos diariamente pela palavra de Deus, fazendo dela, dos ordens do Nosso Deus uma pratica constante em nossas vidas.

Em meio a tantos dilemas que passamos, podemos como o cego ser alvos do poder de Deus, não apenas para nosso beneficio particular, mas como um sinal a todos a nossa volta, não de nós mesmo, mas um sinal que aponta para a direçao de Deus. Este homem cego agora era reconhecido em todos os lugares, as pessoas que antes o viam pedindo esmolas se espantavam, e uns nem acreditavam que era a mesma pessoas, mas ele confirmava e dizia, Sou EU.

Que possamos ser atingidos de tal forma pelo poder de Deus, que tenhamos uma vida inteiramente diferente, servindo com um sinal de Deus, um testemunho vivo, perante a sociedade.

 

Rodryguez

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Culto racional

 

“ROGO-VOS, POIS, IRMÃOS, PELAS MISERICÓRDIAS DE DEUS, QUE APRESENTEIS O VOSSO CORPO POR SACRIFÍCIO VIVO, SANTO E AGRADÁVEL A DEUS, QUE É O VOSSO CULTO RACIONAL” (ROMANOS 12:1)

O termo ‘racional’ remete a raciocínio. Parece bastante óbvio. Assim como também, por associação, se entende que somente os seres humanos podem apresentar tal culto, visto que somente eles possuem raciocínio. Os anjos também possuem raciocínio, porém, por natureza não possuem corpo, visto que são espíritos (Hebreus 1:14). Paulo está falando aqui exclusivamente à igreja.

O vocábulo correspondente na versão original o grego “logikên latreian”, ou seja, ‘culto racional’, também pode ser entendido, sem prejuízo, como ‘culto lógico’. De fato, há lógica na racionalidade e vice-versa. Quem acha que essas coisas trazem prejuízo à fé, precisa rever seus conceitos.

O que Paulo está querendo dizer à igreja de Cristo?

Por suas colocações vemos que há uma preocupação do apóstolo em mostrar aos irmãos a necessidade de que se realmente entenda a natureza de tudo isso, no caso, a igreja.

Por que estou aqui? Quem me trouxe aqui? O que vim fazer aqui? O que estão me ensinando é verdade? São questionamento que todos os crentes deveriam se fazer até que encontrassem respostas racionais para todos eles.

O contrário de culto racional é culto irracional. Ou seja, algo que é feito instintivamente, sem critérios ou razões que justifiquem os procedimentos adotados. Em um culto assim é praticamente impossível se seguir o que está escrito: “Tudo, porém, seja feito com decência e ordem” (I Coríntios 14:40) . É impossível que haja qualquer um dos dois componentes pedidos sem que se entenda a natureza de cada um. E é preciso racionalidade para que isso aconteça. Por isso Deus nos fez diferentes das demais criaturas, ou seja, nos criou à sua imagem e semelhança: para que o adorássemos em espírito e em verdade, conscientes de nosso ato e de nossa missão de adoradores.

O reino de Deus é um reino de decência e ordem. Não há espaço para improvisos de última hora. A construção da arca e do tabernáculo comprovam a mensagem de organização que Deus quer nos ensinar. Até na salvação haverá ordem (I Coríntios 15:23).

Esse é o padrão que deve ser perseguido pela igreja de Cristo. Deus se agrada de uma obra organizada.

Em dias atuais podemos identificar como grande adversário desse padrão, o excesso de emocionalismo que tem se alastrado no meio cristão. A busca incessante pelo êxtase e pela experiência sobrenatural extrabíblica, a incorporação de ‘anexos’ doutrinários à Palavra de Deus, como se esta não fosse suficiente e os modismos importados recheados de técnicas mirabolantes de quebra de maldições e encontros obscuros são os componentes deste fim de séc. XX e início de séc. XXI. O que não é uma surpresa, Paulo já alertava que essas coisas fatalmente aconteceriam (I Timóteo 4:1).

Nesse caldeirão doutrinário sem consistência – já que não se sustentam biblicamente – as pessoas estão se dirigindo às igrejas sem saber exatamente o que vão fazer por sua espiritualidade. Vão dançar, cantar, aplaudir, gritar, enfim, sem entrar no mérito dessas questões, quase sempre falta o elemento principal: a Palavra de Deus. Entram e saem alegres e exaustas. O problema é: entenderam a mensagem? A palavra que foi pregada edificou suas vidas? Deus falou com elas através de seu evangelho? Se à maioria dessas perguntas as respostas forem algo como “acho que sim”, algo está fora do lugar.

Cultos de estudo são sempre vistos como ‘enfadonhos’ e ‘entendiantes’. Já pensou, passar quase uma hora apenas consultando referências na Bíblia? Que chato, não? Agora observe Neemias 8:3 “E leu no livro, diante da praça, que está fronteira à Porta das Águas, desde a alva até ao meio-dia, perante homens e mulheres e os que podiam entender; e todo o povo tinha os ouvidos atentos ao Livro da Lei.” Estudo bíblico das seis da manhã até o meio-dia. Após isso, inclinaram-se, e adoraram o Senhor com o rosto em terra. Que lindo, não?

Uma proposta dessas nos dias de hoje seria impensável. Mas se o trabalho for uma celebração com um nome da moda, aí somente um dia inteiro é pouco.

A questão é que não há culto racional sem o entendimento da Palavra. Os ‘avivalistas’ de plantão trocam a bíblia por apostilas preparadas especialmente para direcionar as pessoas para a conclusão que lhes interessa. Seguem o exemplo das testemunhas de Jeová. Alguém já viu um deles evangelizando com uma bíblia em punho? Não, só vão às ruas com exemplares de ‘sentinela’ e ‘despertai’ ou, quando muito, com seus livretos particulares.

Por isso Paulo fala em ‘sacrifício vivo’. Ou seja, sacrifício da vontade da carne para fazer a vontade de Deus. E isso requer dedicação à sua Palavra e não somente àquilo que dá prazer, como por exemplo, ir para um retiro. Requer decência e ordem. Compromisso e organização.

 

fonte: http://www.palavraprudente.com.br/estudos/neto_curvina/miscelania/cap05.html

O Todo Poderoso

 

Todo Poderoso, ( El Shaday) foi dessa forma que Deus manifestou-se ao patriarca Abraão. Em meio a tantos desafios que seriam enfrentados, em meios a tantos desencontros, em meio as impossibilidades humanas, foi dessa forma que Deus se manifestou.  A fé que este Deus podia, todas as coisas, foi a que fez com que o mesmo Abraão conduzisse com consternação, mas com obediencia seu filho Isaque ao alto do Moria para o sacrificio. Abraão sabia que não importava o que acontecesse com Isaque, Deus cumpriria a sua promessa, nem que para isso fosse preciso ressucitar Isaque dos mortos, de fato Abraão estava com os olhos em um Deus Todo Poderoso.

Todovia porém, para que  este El Shaday,  se manifeste, de forma tão sublime na vida daquele que Nele acredita, como se manifestou a Abraão foi preciso que este rompesse com a subjetividade da fé. Quando  falarmos que possuímos fé, ou pensarmos que há possuímos,  isto ainda é algo por demais subjetivo, sendo assim acredito que  Deus ,providencia, ocasiões em que nossa fé pode ser provada, através de ações, de atos de fé.

Deus, claro não nos prova, para nos conhecer, para saber algo a nosso respeito, pois toda a nossa vida já esta patente diante dos seus olhos. A provação tem o proposito de manisfestar a Deus em nossas vidas, sendo provado, posso dizer que Deus está querendo se manifestar em mim, e é nessas horas que a fé subjetiva, transforma-se em uma ação concreta e objetiva.

Diante de vários acontecimentos de nossa vida é preciso agir com fé, agir com base no que  de Deus, se tem sido revelado nas escrituras, provando para nós mesmo e para as pessoas ao nosso redor o valor da nossa fé.

Sempre encontraremos nas escrituras, Deus fazendo coisas extraordinárias, alinhadas ao obrar humano na terra, foi Ele, sem duvida quem abriu o mar vermelho, mas Israel não esperou saber que o mar estava aberto para então prosseguir,  pelo contrario foi marchando em direção ao mar vermelho quando este ainda estava fechado, também foi Deus quem derrubou as muralhas de Jerico, porém o povo ficava rodeando a cidade, como se de fato estivessem procurando alguma brecha ou lugar onde pudessem entrar.

Quando apenas esperamos Deus “fazer primeiro”, isso muitas vezes tem mais a haver com nossa falta de fé do que com a nossa confiança e “sabedoria”.

Vivo um momento extraordinário em minha vida, um momento em que decidi avançar, esquecer o passado olhar para Cristo, e particularmente falando tenho vivido milagres verdadeiros vindos de Deus. Sei que não sou eu merecedor de coisa alguma, antes porém o mais indigno entre os homens, todavia tenho sentido a mão e presença do meu Deus sobre a minha vida.

O que faço? Apenas creio que a palavra Dele é a verdade, e quando me vejo em apuros por assim dizer, resolvo agir com fé.

Mas escrevo não para falar de mim, alías isso nehuma importancia tem, escrevo para falar que Deus é exatamente aquilo que as escrituras dizem que Ele o é, que faz exatamente as mesmas coisas que a Bíblia relata que Ele fez.

Muitas vezes a falta de fé tem infelizmente gerado “teologias”, explicações racionais, bem elaboradas no contexto humano, para dizer que Deus na presente dispensação não faz isso ou aquilo. – Mas as coisas espirituais se discernem espiritualmente,  e não de forma racional.

Continuarei acreditando em coisas extraordinárias, vivendo o sobrenatural em minha vida, aos que quiserem dizer que estou enganado, direi apenas:  Eu sei em quem tenho crido.

Continuo acreditando no Deus de Abraão, o Todo Poderoso.

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Não se Preocupe, Ninguem viu…apenas DEUS!

A traição virtual impera. Tornou-se um passatempo da moda e uma conduta socialmente aceita. A Internet tornou-se um meio de comunicação muito poderoso onde podemos trair sem culpa, pois muito provavelmente, nunca iremos conhecer de fato aquela pessoa. Nos tornamos mais amigos, mais íntimos, mais tudo de completos desconhecidos, pois com a proteção do monitor,   E daí nascem os infiéis virtuais.  Na Net ainda acontece algo curioso: As pessoas não acham que sexo virtual seja traição. São amantes efêmeros, capazes de estratégias cada vez mais naturais e eficientes para preservar as escapadas em silêncio. A maioria acredita que a iniciativa não pode ser recriminada. Fazem do anonimato o álibi perfeito e do computador o esconderijo que lhes permite dar asas à imaginação. Mexeu com a fantasia, mexeu com tudo! Quando as possibilidades são infinitas, tudo se torna mais interessante.

Há ainda o risco da pedofilia virtual, pois aquela pessoa com a qual você trocou as maiores confidências da sua vida, e que lhe pareceu tão madura, na verdade pode ser um(a) adolescente cheio(a) de espinhas!

Não se pode negar que a entrada do virtual na vida dos casais tem que ser entendida como um mundo novo.

Conversando com um amigo cheguei a conclusão que este é um mal tipico da nossa própria geração, com o avanço tecnologico do ser humano, o inimigo das nossas almas também se adaptou aos novos tempos.


Os tempos de fato mudaram, mas não a atualidade da palavra de Deus, e as advertencias bíblicas continuam as mesmas.Na explicação de Jesus acerca do “Não adulterarás”, o pecado não esta apenas no ato fisico em si, mas também no fato de ambientarmos a idéia em nossa mente, pecado consumado gera morte, pecado consumado na mente também… Não podemos impedir que uma ave voe sobre a nossa cabeça. mas podemos impedir que faça seu ninho e choque seus ovos…

O pecado não consumado fisicamente, mas ambientado em nossa mente, também nos escraviza, muda nosso comportamento, rompe a comunhão com Deus e nos destroi.

Faço um apelo aos meus amigos blogueiros e demais leitores do meu blog, vamos fazer de fato a diferença neste espaço. proteja o seu coração, sua mente, sua família e acima de tudo a sua fé. Muitos estão sendo destruídos pela internet, mantendo as aparecencias mas na verdade acabados, no fundo do poço espiritual.

A internet, é um mundo virtual que mas tem tragados cristãos para os laços da prostituição e infidelidade, Ja entrou em salas de bate-papo evangélicas? se ja sabe do que eu estou falando e não pense que as pessoas de lá mentem quando dizem que são cristãs, de fato o são, pelo menos nominalmente.

Que a morte de Cristo seja de fato a nossa morte e a sua ressureição a nossa ressureição para uma nova vida.

Rodryguez

Apologia ou egocentrismo?

Fogueiras das vaidades, é isso o que são alguns debates teologicos e apologéticos nos dias atuais. Vou assitindo, ouvindo e me perguntando, qual o propósito. Percebo na maioria das vezes que o propósito é apenas de se mostrar superior do ponto de vista intelectual, acerca de determinados  pontos, outras vezes ultrajar e humilhar a fé alheia. Pronto, o circo do Ego está montado. Não há convencimento pelo Espírito Santo. È o exercício da doutrina cristã para proveito proprio e nada mais. Em tais debates apologéticos a glória devida somente a Deus, é como que roubada pelo homem com toda a sua “Sabedoria”

Tenho particularmente me preocupado, comigo mesmo, em relação a este assunto. Tenho claro minhas convicções doutrinárias bem definidas tanto em relação as divergências doutrinarias dentro da esfera do proprio cristianismo quanto fora dele. É essa minha fé que tem me mantido e norteado os meus principios. Porém resolvi que irei escrever, falar e debater se o proposito for unicamente promover a edificação e a salvação. Caso contrário estarei apenas  fazendo um exercicio de raciocinio humano, disputando com meu ego, e sinceramente isso de nada me aproveitará.

Ouvi com tristeza um Pastor em sua pregação enfatizando a excelencia dos membros de sua Igreja, dizendo que lá ele não queria “manés”, mas pessoas prontas para consquistar e vencer. Entristeci, porque Cristo, aceita os fracos, os oprimidos, sendo ele o CAMINHO quem nem os loucos errarão. O Vencedor da Bíblia não é o Vencedor no sentido material e sim quem venceu o mundo e pecado com Cristo. Mas voltando ao que quero realmente dizer, para este Pastor quem discorda do seu ponto de vista é por assim dizer em sua linguagem vulgar um “mané”

Preciso como pregador, como comunicador das verdades do reino ter cuidado em certas colocações, principalmente levar em consideração que estou diante de pessoas por quem Cristo morreu, porque quem Cristo agonizou no calvário. Lembro-me de um homem de Deus que um dia me ensinou e me disse: Se tu tiveres que tirar tua barba para não escandalizar teu irmão porque Cristo morreu, faz isso porque tua barba nada se compara ao sacrificio de Cristo! – Me disse isso quando fui convidado a pregar em uma Igreja tradicional e como sinal de respeito por aquela comunidade subi ao pulpito com a cara bem lisa completamente barbeado.

Mas vejo os cristãos se degladiando por questões minimas, cada um querendo, não edificar, mas impor seu ponto de vista e alimentar seu ego, dando a falsa impressão de vitorioso.

Com relação as pessoas de fora do ambiente da fé Cristã é necessário entender que o fato de terem uma fé diferente da nossa não as torna nem boas e nem más, todavia precisamos anunciar o evangelho a unica verdade capaz de salvar a humanidade. Porém não é com ofensas que isso se dará. Neste assunto fico com uma palavra que me foi dita pela Pastora Irismar de Fortaleza, ela me disse sobre o poder operacional da Palavra de Deus, falemos dela, ( a PALAVRA) apenas dela, e ela fará aquilo para qual foi destinada. Não é com Palavras de Persuação Humana, nem muito menos com sabedoria humana, não é por força, nem por violencia, ademais ninguem vem até Cristo, se Deus assim  não o conceder.

Observo a passagem de Paulo em Atenas, alias o percebo em todo o contexto do Imperio Romano que ele tanto viveu e evangelizou, em momento algum ele destrata ou desmerece a fé pagã, apenas se ocupa em anunciar a Cristo, apenas a Ele, não o compara com nada apenas o anuncia. e foi assim que evangelizou o seu mundo.

Fazer apologia e definir pontos doutrinários deve ter o único propósito o da edificação, da salvação e jamais poderá estar centrado no ego de quem anuncia, afinal não anunciamos uma mensagem nossa, mas de Cristo.

Creio que o grande segredo da nossa vida é sermos exclusivamente corpo,  não cabeça.

Dificil, eu sei que os animos se exaltam, o desejo de se sobrepor é enorme, e muitos vezes acabamos por sufocar a verdadeira semente – Que o Deus de Paz, a quem devemos toda a honra e glória, nos oriente.

 

rodryguez

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Meus pensamentos estão fervendo.

 

Meus pensamentos fervem dentro de mim, são tantos mandos e desmandos que tenho presenciado na atual Igreja Evangélica, que as vezes tenho medo, medo de escrever medo de falar, medo de ficar calado, medo de me associar, medo de me dessasociar. Para onde foi a verdade? – Um sofisma tem se levantado, é proíbido falar dos “ungidos”, proíbido questionar, proíbido exercer com liberdade o dom do discernimento, proíbido pensar.

Escreve a visão! qual visão? me pergunto, a de líderes comprometidos com seus proprios ideais e ambições pessoais, ou  a visão de Deus? se for a Deus não preciso escrever, já faz mais de dois mil anos que ela foi escrita. Cuidado com a Rebeldia,  ja me disseram algumas vezes, rebeldia é como feitiçaria…Ora a feitiçaria não consiste em tentar manipular o espiritual através de certas praticas misticas, como palavras, encantos, amuletos etc? Quem é o feiticeiro então?

Meus pensamentos fervem, estarei eu pronto para agir como um Cristão Verdadeiro e me separar destes que claramente deturpam o evangelho, ou iriei me unir a eles no afã da unidade através da diversidade. Onde está o limite entre um ponto de vista diferente e uma heresia?

Vou seguir o conselho de Paulo a Tito e admoestar o herege, uma ou duas vezes e depois deixa-lo se não me quiser ouvir, ou vou me assentar, comungar, ceiar ?

Em nome da unidade, o evangelho tem cada vez mais se corrompido.

Houve uma epoca, em que nós acreditavamos que a Igreja não precisa de coisa alguma a não ser, ser fiel a Cristo, mas estão cada dia mais tentando me convecer que precisamos de acordos com politicos, que precisamos nos integrar…

Houve uma época em que nossos hinos eram louvores a Deus, expressando uma relação do Homem para Deus, em temor e santidade, mas escuto hinos que expressam uma relação Homem para Homem ( nos podemos etc, ) em que o temor a Deus ficou para fora.

Aprendi que com meu livre-arbitrio eu não poderia de forma alguma me Salvar, pois a Salvação é um ato da Graça de Deus, escuto porém em nossos dias que, se eu quiser serei salvo, que depende de mim…. há miseravel homem que sou….

Aprendi sobre a soberania de Deus, que tem o controle absoluto, aprendi a orar e pedir a realização da sua vontade. Mas mas me deparo com um ensinamento novo que me diz assim Voce quer, Voce pode, fico mas confuso ainda, pois na minhamente ainda estão as palavras de Paulo que dizia, em mim está o querer, e não o efetuar!

Tentam me confundir, dizendo que estãos crescendo, e que isso, é sinal da benção de Deus. Penso comigo como que  quantidade é sinal da benção de Deus se  muitos são chamados e poucos escolhidos? Porque apenas o remanescente de Israel, será salvo? Porque Gideão venceu apenas com trezentos homens? Porque somos chamados pelas  escrituras de pequeninos, de pequeno rebanho?

Tentam me confundir, dizendo que temos como Igreja que tomar as posições estratégicas de governo neste mundo. Me pergunto isso está escrito no IDE? Alias o ide, desses movimentos está baseado em pescar em aquario alheio, seus membros flutuam passando facilmente de um movimento para outro.

Terror religioso, afinal um ungido foi quem falou…

Terror emocional… afinal nunca serei feliz fora destas coisas

Terror Espiritual… posso perder a salvação ( perder???)

Terror financeiro… se não der não recebo, se não tenho é porque não dou ( nao falo de dizimos, e sim dos desafios etc)

 

Já sei como em outras vezes irão me chamar de religioso, que não tenho visão, enfim a mesma conversa de sempre, mas eu sigo firme para o alvo, lavado e remido pelo sangue de Jesus, sabendo que aqui neste mundo sou peregrino e forasteiro, gozando as bençãos de Deus e me alegrando com elas, passando as provas dificeis mas sabendo que Deus está no controle, vivendo mas sabendo que, o morrer é ganho e o viver é Cristo.

 

Usarei o dom do discernimento ou ficarei a merce da visão deste ou daquele, apostolo, patriarca, semi- deus ou sei lá?

domingo, 13 de fevereiro de 2011

IIFC – JABOTICABAL - 2011

 

reloçãointervalll

 

A Igreja Internacional da Familia Cristã em Jaboticabal – SP,  realizára entre os dias 5 a 8 de Março o seu  “INTERVAL 2011”. 

O Interval já é uma tradição da IIFC – Jaboticabal, que se reune todo o ano no período do carnaval, para um intervalo de medtação, ministração e palavra de Deus.

O Custo para sua participação este ano pelos quatro dias será de  R$ 40,00 ( quarenta reiais ), devendo o participante levar colchonete, produtos de higiene pessoal, etc.

Não fique de fora de mais este evento da IGREJA INTERNACIONAL DA FAMILIA CRISTA EM JABOTICABAL.

Para maiores informações, fala com a Irmã Polyana através dos telefones (16) 32027352 ou 32036727.

Garanta já a sua presença.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

O Tanque de Betesda - A vida Dentro de um tanque

PARA OUVIR O VIDEO LEMBRE-SE DE DESLIGAR O AUDIO DA RÁDIO









O Tanque de Betesda
A vida dentro de um tanque
Leitura Bíblica: João 5:1-14
Introdução:
1. A Crendice de Betesda ( Casa da Misercordia em Hebraico)
Conteúdo
Betesda é o lugar onde depositamos nossas confiança fora de Cristo
1. Trabalho, Família, Igreja
2. Um Famoso Pregador,
3. Um curandeiro
Betesda é o lugar ou situação onde o sofrimento é perpetuado
1. Impossível se imaginar se projetar sem essa situação
2. O sofrimento passa a ser exaltado como marca de santidade
3. O sofrimento ache como uma marca ou cicatriz que identifica
Quem vive a beira de Betesda não consegue ver a sua vida de outra forma
1. Sua vida, aspirações e sonhos, estão dentro do tanque.
O tanque de Betesda, impede a pessoa de ter um encontro real com Cristo
2. Jesus, ali chegando não fora ao menos reconhecido
3. Não ouve ninguém que correu para Ele, e disse : Tem misericórdia de Mim
4. A Multidão não se alvoroçou com sua presença
5. As pessoas ali estavam a dias, meses, anos muitos não sabiam do Cristo da Galileia que a todos curava.
Queres ser curado? Queres ser Liberto? O que queres que eu te faça?
03 Razões para sair de Betesda
Jesus se Identifica com o sofrimento humano
· Na festa em Cana, mas também nos lugares mas miseráveis possíveis
· Deixou o Ceu para Viver a Cruz
Jesus tem um compromisso individual com a nossa vida
· Deixou uma multidão e foi atrás de um só homem! ( queres ser curado)
· Nos conhece pelo nome ( Natanael)
· Até os Cabelos de Nossa Cabeça estão contados
Seu Sacrificio na cruz é suficiente, para qualquer coisa em nossa vida, e eficiente quando cremos!
· Eu creio Senhor!
Conclusão:
Precisamos deixar os raciocínios típicos do tanque de Betesda que diz outro vem antes de mim... se eu tivesse isso, se eu tivesse aquilo, . Deixar de peregrinar em busca de algo, muitas vezes fazemos do culto não um ato de louvor a Deus, mas um ato de peregrinação, queremos ver um movimento!
Você já está curado, ( o homem se viu curado – verso 9) – (Isaias 53) então reaja enrole tua cama e ande
Não importa o dia ( pode ser sábado), não importa os anos (38 anos) não importa nada, importa apenas a Pessoa de Jesus Cristo.
Ande, tome teu leito, saia da ilusão de Betesda.

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Usos e Costumes

 

Introdução:

Um dia destes, fui convidar uma senhora para ir á igreja e ela me perguntou se lá havia Doutrina, fiquei alegre, achando que ela se referia aos ensinos da igreja e respondi que sim. Ela então me disse que não iria atender ao meu convite, pois gostava de usar calça, então lhe expliquei que não era bem assim.

Isto me fez despertar para um assunto que é bastante polêmico no meio Cristão, os usos e costumes. Resolvi escrever o que tenho aprendido sobre o tema e espero auxiliar a esclarecer muitas dúvidas que surgem nas mentes das pessoas

O ensino:

Em algumas passagens bíblicas vemos a posição do Senhor Jesus sobre alguns usos e costumes, como dos fariseus que só comiam se lavassem as mãos.(Mat. 15:1-2), também da guarda do sábado (Mar. 2:23-27) e o ato de se sentar junto á pecadores (Mat 9:11), além de muitos outros.

A posição do Senhor Jesus sempre foi contraria e não só isso, Ele ainda mostrava o lado espiritual. Voltando aos exemplos acima: De que adianta lavar as mãos antes da refeição para não contaminar o corpo, se a alma esta contaminada? Ou, de que adianta descansar o corpo um dia e não ter descanso na alma? Ou ainda, de que adianta não sentar junto á pecadores (para falar da salvação) e estar em envolvido pelo pecado?

E hoje, como se portam os cristãos? Há coisas muito parecidas com estas e que certamente não são o motivo de levar o homem ao céu. Falaremos de algumas, talvez as mais comuns de se ver por aí.

· Comidas Impuras (Carne de porco) - Na bíblia está escrito para não comermos estas comidas (DT 14:8) mas, também está escrito que Pedro havia rejeitado este tipo de alimento e Deus havia dito "Não tornes impuro aquilo que Deus santificou (AT 10:15)." O que adianta ao homem se abster de coisas impuras para a carne, se ele não se abstém de coisas impuras para a alma, como inveja, ciúme, mentira, sensualidade etc? Ter estas coisas é pior do que comer carne de porco ou de qualquer outro animal impuro.

· Bebidas, ou vinho - Jesus tomou vinho (LUC 7:34), Paulo também e ainda recomendou a Timóteo para sua saúde (I TIM 5:23). Na teoria podemos beber também, mas a Palavra também diz "E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito (EF 5:18)." O que adianta a pessoa estar alegre pelo efeito do vinho, e ter a alma triste?

· Vestes e ornamentação - "Que do mesmo modo as mulheres se ataviem em traje honesto, com pudor e modéstia, não com tranças, ou com ouro, ou pérolas, ou vestidos preciosos (1TM 2:9)," O que adianta a pessoa estar bem vestida no exterior e no seu interior estar despido pela vergonha do pecado? E a ornamentação com brincos, pulseiras, maquiagem etc? Que adianta ficar bonito por fora, mas estar sem beleza por dentro?

Este é o teor, não adianta cuidar do material se o espiritual não foi cuidado.Mas o que fazer, o que seguir, vamos simplesmente ignorar estas coisas?

Se ignorarmos, estaremos também errando. A operação do Espírito é de dentro para fora, do interior da alma para o nosso exterior. O ensino do Senhor Jesus para com os homens é que tenham uma vida honesta, simples e sem escândalos, isto sem impor as coisas, pois como diz a palavra "Não por força, nem por violência, mas pelo meu Espírito" (Zac.4:6) e ainda"Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve." (MT 11:30).

Estas são coisas pessoais, o homem não pode interferir, é uma operação do Espírito Santo. Às vezes, algo que é bom pra um não é bom para o outro. Se eu devo ou não comer carne de porco, ou beber ou não vinho, ou ainda cortar ou não o cabelo e usar ou não determinado tipo de roupa, isso só cabe ao Espírito Santo dizer. É claro que "...se a comida escandalizar a meu irmão, não mais comerei carne, para que meu irmão não se escandalize (I Cor. 8:13)."

O Senhor Jesus nunca obrigou nem ensinou sobre estes costumes, mas a igreja que Ele deixou sempre se portou com decência e sem escândalos, isto porque o Espírito Santo tem ensinado a igreja como se portar. "Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito (JO 14:26)."

E assim caminha a igreja. Hoje em dia existem muitas denominações e não é errado que os líderes orientem como seu povo deve andar e agir, desde que eles busquem a direção do Espírito Santo e não imponham estas coisas como leis, mas sim que expliquem ás suas ovelhas sobre o porque de cada coisa, como alguns exemplos:

· Se a igreja orienta o não uso do vinho, ela deve explicar o motivo, isto é muito bom, não que a Bíblia proíba o vinho, pelo contrário, mas há um risco muito grande hoje em dia, diferente da época de Jesus, do crente se enveredar por outros tipos de bebida. Lembramos que a bebida é um tipo de droga. E aí quando se vê, o crente se corrompeu. Já, por outro lado, existem denominações que orientam um uso moderado do vinho. O que importa mesmo, como dissemos no início, é que o crente tenha uma vida cheia do Espírito Santo. Se o ato de tomar vinho vai atrapalhar esta benção em sua vida, é melhor que não beba. Por isso Paulo diz para que os Bispos não sejam dados ao vinho (I Tim. 3:3), pois isso atrapalharia seus ministérios.

· Se as irmãs só usam saia, deve-se explicar o porque. Um dos motivos é que a calça exibe mais a silhueta feminina do que a saia (depende da saia também). O mais importante é que a irmã se vista de forma decente. Na verdade, se a irmã for cheia do Espírito Santo, jamais irá se vestir de forma indecente.

· Se eu me assento em frente à televisão e não sei me controlar e assisto tudo o que se passa, é melhor nem ter televisão. Ás vezes o crente esquece de orar ou ler a palavra por causa de um bom (ou mau) programa. Isto vale também para o computador ou internet. (Eu conheci um irmão jovem, que está fazendo um tratamento, porque passava 10 á 12 horas por dia no computador). Se o caso for o oposto, se o computador ou a TV não me afeta em nada, amém, não há problema nenhum, desde que não prejudique minha vida espiritual.

· Sobre o uso de brincos e maquiagem, Paulo fez uma recomendação que não se usassem, porém em Ap. 21:2 , fala-se de uma esposa adornada (a Igreja) para seu marido (Jesus). Quer dizer, se não houver excessos, não há problemas, desde que a irmã não tenha a vaidade em seu coração e uso aquilo como um testemunho de que o povo de Deus anda bem vestido e é um povo bonito, alegre e feliz. Já, se a irmã tem uma certa inclinação para a vaidade, é melhor não usar, pois este sentimento sufoca o Espírito Santo dentro da pessoa.

Conclusão:

Há muitos outros costumes que poderíamos comentar, creio que estes sejam o suficiente, se os irmãos tiverem dúvidas sobre um ou outro uso ou costume, pode nos procurar, porque o mais importante é que não fique dúvida no coração, além do que, possamos viver uma vida cristã sem fardos pesados, mas com um jugo leve, o jugo de Jesus, sem porém se deixar levar pela liberdade da carne.

Texto extraído http://mensagemdacruz.vila.bol.com.br/

Chega!

São dois mil anos de história da Igreja, uma historia que começou por volta do ano 33, uma historia gloriosa, de lutas, perseguições, da...