Programa Adoradores sem Limites

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Apologia ou egocentrismo?

Fogueiras das vaidades, é isso o que são alguns debates teologicos e apologéticos nos dias atuais. Vou assitindo, ouvindo e me perguntando, qual o propósito. Percebo na maioria das vezes que o propósito é apenas de se mostrar superior do ponto de vista intelectual, acerca de determinados  pontos, outras vezes ultrajar e humilhar a fé alheia. Pronto, o circo do Ego está montado. Não há convencimento pelo Espírito Santo. È o exercício da doutrina cristã para proveito proprio e nada mais. Em tais debates apologéticos a glória devida somente a Deus, é como que roubada pelo homem com toda a sua “Sabedoria”

Tenho particularmente me preocupado, comigo mesmo, em relação a este assunto. Tenho claro minhas convicções doutrinárias bem definidas tanto em relação as divergências doutrinarias dentro da esfera do proprio cristianismo quanto fora dele. É essa minha fé que tem me mantido e norteado os meus principios. Porém resolvi que irei escrever, falar e debater se o proposito for unicamente promover a edificação e a salvação. Caso contrário estarei apenas  fazendo um exercicio de raciocinio humano, disputando com meu ego, e sinceramente isso de nada me aproveitará.

Ouvi com tristeza um Pastor em sua pregação enfatizando a excelencia dos membros de sua Igreja, dizendo que lá ele não queria “manés”, mas pessoas prontas para consquistar e vencer. Entristeci, porque Cristo, aceita os fracos, os oprimidos, sendo ele o CAMINHO quem nem os loucos errarão. O Vencedor da Bíblia não é o Vencedor no sentido material e sim quem venceu o mundo e pecado com Cristo. Mas voltando ao que quero realmente dizer, para este Pastor quem discorda do seu ponto de vista é por assim dizer em sua linguagem vulgar um “mané”

Preciso como pregador, como comunicador das verdades do reino ter cuidado em certas colocações, principalmente levar em consideração que estou diante de pessoas por quem Cristo morreu, porque quem Cristo agonizou no calvário. Lembro-me de um homem de Deus que um dia me ensinou e me disse: Se tu tiveres que tirar tua barba para não escandalizar teu irmão porque Cristo morreu, faz isso porque tua barba nada se compara ao sacrificio de Cristo! – Me disse isso quando fui convidado a pregar em uma Igreja tradicional e como sinal de respeito por aquela comunidade subi ao pulpito com a cara bem lisa completamente barbeado.

Mas vejo os cristãos se degladiando por questões minimas, cada um querendo, não edificar, mas impor seu ponto de vista e alimentar seu ego, dando a falsa impressão de vitorioso.

Com relação as pessoas de fora do ambiente da fé Cristã é necessário entender que o fato de terem uma fé diferente da nossa não as torna nem boas e nem más, todavia precisamos anunciar o evangelho a unica verdade capaz de salvar a humanidade. Porém não é com ofensas que isso se dará. Neste assunto fico com uma palavra que me foi dita pela Pastora Irismar de Fortaleza, ela me disse sobre o poder operacional da Palavra de Deus, falemos dela, ( a PALAVRA) apenas dela, e ela fará aquilo para qual foi destinada. Não é com Palavras de Persuação Humana, nem muito menos com sabedoria humana, não é por força, nem por violencia, ademais ninguem vem até Cristo, se Deus assim  não o conceder.

Observo a passagem de Paulo em Atenas, alias o percebo em todo o contexto do Imperio Romano que ele tanto viveu e evangelizou, em momento algum ele destrata ou desmerece a fé pagã, apenas se ocupa em anunciar a Cristo, apenas a Ele, não o compara com nada apenas o anuncia. e foi assim que evangelizou o seu mundo.

Fazer apologia e definir pontos doutrinários deve ter o único propósito o da edificação, da salvação e jamais poderá estar centrado no ego de quem anuncia, afinal não anunciamos uma mensagem nossa, mas de Cristo.

Creio que o grande segredo da nossa vida é sermos exclusivamente corpo,  não cabeça.

Dificil, eu sei que os animos se exaltam, o desejo de se sobrepor é enorme, e muitos vezes acabamos por sufocar a verdadeira semente – Que o Deus de Paz, a quem devemos toda a honra e glória, nos oriente.

 

rodryguez

2 comentários:

  1. Maravilhosa palavra!!!
    Que DEUS te abençõe muito.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  2. Essa semana li uma frase citada pela uma amiga que leu num artigo do Pr. Ciro sanches zibordi que diz: O amor sem a verdade é fraco e sem influência. Já a verdade sem o amor é rígida demais, sem misericórdia.
    O amor não se sustenta sem a verdade e nem influencia. Amei essa frase!! Um belo dia

    ResponderExcluir

Não serão postados comentários de cunho ofensivo, e nem de ordem pessoal, peço aos leitores que se atenham somente ao assunto postado em questão. Rodryguez