sábado, 9 de outubro de 2010

ROUBO DE IDENTIDADE

2 Co 2.11 - João 10.10a

A Bíblia nos ensina que estamos em guerra contra o reino das trevas. Também nos orienta a conhecermos nosso inimigo e derrotá-lo (2 Co 2.11), sabemos que a mentira é uma das armas do inimigo, qual será porém a mais poderosa arma mais poderosa de satanás, usada contra o povo de Deus? Através de que artimanhas satanás tem conseguido barrar o crescimento do povo de Deus? Eu te convido a analisar comigo a História de Israel, que é uma figura da Igreja e veremos que o “Roubo da Identidade” é a mais terrível e eficaz arma de satanás. Vejamos:

I.- ISRAEL – Derrota para a estratégia satânica

Faraó = Satanás

Egito = Mundo (reino das trevas)

Israel = Igreja.

1. Faraó sabia que Israel era mais poderoso que todo o Egito

Êxodo 1.6 – 9 - ( Falta de conhecimento base de atuação do Inimigo )

2. Faraó rouba a Identidade do povo e o escraviza

Êxodo 1.10 – 16

3. Deus, usando Moisés, liberta o povo, mas por terem sido roubados em sua identidade, o povo sempre pensa na vida anterior, e deseja voltar, e por isso, não conseguem entrar em canaã e morrem no caminho.

Números 14.1-4, 21-23

II.- JOVENS DEPORTADOS – A vitória da estratégia divina (Daniel 1-3)

Temos ainda uma história Bíblica de Vitória sobre o Roubo de Identidade, nas pessoas de Daniel, Hananias, Misael e Azarias. Pois quando chegaram a Babilônia tiveram seus nomes (identidades) trocados, veja o paralelo:

1. Daniel = Deus é meu Juiz

Beltessazar = Príncipe de Bel (deus babilônico)

2. Hananias = Favorecido por Jeová

Sadraque = Iluminado pelo deus-sol

3. Misael = Quem é como Deus?

Mesaque = Provável referência à deusa sesac – do amor e da alegria

4. Azarias = Ajudado por Jeová

Abednego = Servo do fogo resplandecente

Mesmo tendo sua identidade roubada eles decidiram a não se contaminar com o manjar do rei (diferente dos israelitas que queriam voltar ao Egito para comer as cebolas). Isto os estabeleceu com vitoriosos, pois Hananias, Misael e Azarias foram lançados na fornalha e não ser queimaram, antes engrandeceram o nome de Deus, Daniel em sua velhice (com aproximadamente 90 anos) foi lançado na cova dos Leões, mas de lá saiu intacto porque Deus era com ele.

Isto no ensina que quando temos compromisso com Deus, satanás mesmo que consiga no reino material vitórias contra a nossa identidade (os nomes foram trocados), mas espiritualmente, seremos fortalecidos por Deus e a guerra será vencida por nós, os vitoriosos de Jeová!.

III.- A IGREJA PRIMITIVA

1. Jesus e seu modelo de Ministério

a. Amava as multidões e a elas ministrava!

b. Amava ministrar nas casas, em banquetes ou reuniões simples

c. Trabalhou na formação de um grupo de 12 discípulos que reproduzissem o se ministério no futuro.

2. O Estabelecimento da Igreja Primitiva

a. Os acontecimentos no dia de Pentecostes e na porta Formosa: Ministrando às multidões. (At 2 e 4)

b. A Igreja se reúne nos Templos e nas casas para partir o pão e oração (At 2.46-47; 12.12; 10.24; Rm 16.3-5; Cl 4.15; Fl 2

c. Os Apóstolos trabalham na formação de discípulos

i. Barnabé discipula a Paulo – At 11.22-26

ii. Barnabé discipula a João Marcos – At 15.39

iii. Paulo cria uma escola de Líderes e centro missionário em Éfeso, e discipula a Timóteo – At 19.1-10

3. A era das Trevas (Roubo de Identidade na Igreja Primitiva)

a. A disputa pela preeminência entre os Bispos (pastores) das diversas Igrejas no Império Romano

b. O Bispo de Roma consegue a primazia

c. Começa-se a acrescentar dogmas à mensagem do Evangelho

i. Natal

ii. Construção de Grandes Catedrais

iii. Mariolatria

iv. Culto aos Santos

v. Infabilidade Papal

vi. A Igreja (bispado) torna-se a autoridade final em interpretação da Bíblia

vii. A Bíblia é tirada do povo

viii. Instituição da Língua oficial da Igreja (Latim) afastando o povo da compreensão dos ritos.

ix. Instituição do Clero religioso, empurrando os leigos para fora do ministério, e instituindo o sacerdócio clerical.

x. Indulgências

xi. Inquisição

xii. Outras loucuras, etc

IV.- HERÓIS DA FÉ NA IGREJA DE CRISTO – a Vitória da Comunhão com Deus

1. Os Cristãos Primitivos

2. John Huss

3. Martinho Lutero

4. João Calvino

5. Outros grandes heróis da defesa da fé bíblica.

V.- A RESTAURAÇÃO DA IGREJA AO MODELO PRIMITIVO

1. A Reforma Protestante

a. Salvação pela Graça (Lutero)

b. Os Irmãos Morávios e as Missões

c. Os Puritanos

d. Retorno à Palavra para todos

2. O Movimento Pentecostal

a. Restauração da Experiência do Batismo no Espírito Santo

b. Cura divina (pela fé)

c. Restauração do exercício dos dons do Espírito Santo

d. Batalha Espiritual (nova compreensão)

i. Libertação

ii. Quebra de base de maldições

iii. Cura Interior

iv. Oração de Guerra

v. Prosperidade Bíblica

vi. Autoridade do Crente

VI.- A VERDADEIRA IDENTIDADE DO CRISTÃO

1. Nova Criatura – 2 Co 5.17

2. Santo – Ef 1.1; Fp 1.1

3. Filho de Deus por adoção – Rm 8.14 - 16

a.- Herdeiro de Deus – Rm 8.117

b.- Co-herdeiro com Cristo – Rm 8.32

4. Um Com Deus – I Co 6.17

5. Cheio de Poder – At 1.8; I Co 3.16

VII.- A IDENTIDADE MINISTERIAL

1. Escolhido e Chamado por Deus – Jo 15.16

2. Capacitado por Deus – Jo 20.21

a. Pregar e ensinar o Evangelho – Mt 28.18-19

b. Curar os Enfermos – Mt 10.1

c. Libertar os cativos - Mt 10.1

3. Revestido pelo poder do Espírito Santo – At 1.8; 2.4

4. Vitorioso na Batalha Espiritual – 2 Co 10.3-6

a. Poder para amarrar o valente – Lc 11.21-22

b. Poder para pisar o inimigo – Lc 10.19

c. Autoridade sobre o reino das trevas no NOME DE JESUS – Fp 2.9-11; Mc 16.17-20

CONCLUSÃO

Satanás, sabe qual é a tua identidade, ele sabe que o menor no reino de Deus é mais poderoso do que todo o reino das Trevas, por isso ele tenta roubar a tua identidade para escraviza-lo e leva-lo à derrota. Tome posição: Lc 10.19

Nenhum comentário:

Chega!

São dois mil anos de história da Igreja, uma historia que começou por volta do ano 33, uma historia gloriosa, de lutas, perseguições, da...