Programa Adoradores sem Limites

domingo, 20 de março de 2011

Terremotos Espirituais

terremoto-1

Mas uma vez o mundo está atento, alerta e com apreensão. As catastrofes naturais no Japão já contabilizam máios de 7.700 vítmas fatais, isso sem contar os desaparecidos, sendo assim a tendencia do número é aumentar e isso em grande escala.Isso samando-se ao risco de uma forte contaminação nuclear. Do outro lado do mundo as “potências” do Ocidente, atacam a Líbia, que está em guerra civil. São acontecimentos de todos os lados.

Não vou me apressar e dizer que vivemos dias apocalipticos, isso seria chover no molhado.

Nestes dias de trevas e agitações mundiais, não olho apenas para o mundo, nem para as profecias escatogicas bíblicas. Olho porém com temor, medo e apreensão para a Igreja Evangélica. Uma Igreja que se tornou sonolenta ao longo dos anos, que perdeu seu fervor missionários e evangelisticos, que não apresenta mas o Jesus Bíblico ao mundo, uma igreja que não denuncia o pecado e a transgressão humana.

A Igreja Evangélica, tem passado por tsumanis e terremotos espirituais que tem abalado suas doutrinas, praticas, modo de vida e fé, tem sofrido a invasão de potestantes e principados, perdendo a sua identidade celestial e se globalizada.

As agitações deste mundo parecem que não tem sido suficientes para o despertar da Igreja – A santificação está fora dos padrões ordinários, é como o mundo que dorme na indolencia do carnaval mesmo diante das catastrofes de Petropolis. Chorai com os que choram, exortam Paulo em Romanos 12.1.

È Tempo de chorar, não apenas de “teologizar” os acontecimentos. Chorar, jejuar, se vestir de saco e cinza, Buscar intensamente a presença de Deus para que possamos acha-lo mesmo no meo da muitas águas, terremotos, e risco nucleares do mundo espíritual.

È tempo de despertar, não apenas de debater sobre a necessidade de um avivamento, mas sim de um despertar real e pratico. Saindo do sono, do comodismo e anunciando com veemencia Jesus neste mundo tão devastado.

Houve um tempo e não faz tanto tempo assim, em que a igreja acreditava, unicamente em Jesus e se relacionava com ele através de joelhos dobrados e vidas santificadas.  - A igreja dormiu casou com o mundo temo que os tempos de Laodiceia tenha chegado, se chegaram enfim que pelos menos possamos abrir a porta para aquele que insistentemente esta a bater.

 

“eis que Estou a porta e bato!!!” –

 

Rodryguez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não serão postados comentários de cunho ofensivo, e nem de ordem pessoal, peço aos leitores que se atenham somente ao assunto postado em questão. Rodryguez

A Provação e o Jejum "Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a prov...