Programa Adoradores sem Limites

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Roda dos Escarnecedores

 

 

 

Quando criança ou decorava os salmos, nas refeições ou nas orações com a família eu sempre tinha que recitar um salmo que havia aprendido, lembro que um dos meus tios costuma disciplinar seus filhos como a tarefa de decorar algum salmo, pois no dizer dele a rebeldia era fala de conhecimento da palavra de Deus.

Minha família nem tanto radical assim me incentivava a decorar para falar nas refeições, orações da família no culto domestico e as vezes até no culto, quando o pastor daria uma oportunidade para umas das crianças.

Meu salmo preferido nessa época era o salmo primeiro, e eu sempre me indagava na minha mente infantil ou que seria de fato a roda dos escarnecedores, engraçado que eu não tinha coragem de perguntar nem aos meus pais, nem ao professor da escola bíblica, mas ficava observando os comportamentos dos colegas de classe, os palavrões falados, as travessuras, e sempre evitava estar em rodinhas, meu objetivo era agradar a Deus e eu sabia desde a infância que deveria haver uma certa separação.

Lembro-me de que uma vez tinha um grupo de crentes reunidos após o culto com suas piadinhas “santas” gracinhas e gracejos até mesmo rotulando alguns membros de certos nomes bem caricatos, e eu lá devia ter meus 12 anos no meio achando graça de tudo. Bom passou minha prima já bem mais velha por perto e disse: “Irmãos vamos viver o salmo  primeiro!” Fiquei com vergonha porque certas conversas ali ,não era conversas para cristãos e de novo eu estava sendo confrontado com o Salmo Primeiro.

Alias até hoje nos meus relacionamentos interpessoais ( com cristãos ou não cristãos) chego a ser chato, pois cada vez que a maledicência e os escárnios fazem parte da “rodinha” eu me retiro, para os não crentes sou o tipo crente fanático e para os crentes dizem que sou radical e quero bancar o santinho. Bom, o justo Juiz sabe o que se passa no meu coração.

Estes dias estive em culto na cidade de Cravinhos, na Igreja Evangélica Jesus é o Salvador, gosto muito dessa igreja e das lideranças de lá pela seriedade com que tratam as questões espirituais. Alias essa Igreja está vivendo um avivamento em sues cultos com conversões quase que em todos os cultos, No domingo me falaram que foram 5 pessoas, na terça estive lá foram mais 4 e ontem quinta feira estive lá também foram mais 6! Enfim 15 pessoas em uma semana a maioria que lá se converte permanece!

Voltando ao assunto a Pastora Cida, em um dos momentos do culto falou sobre o cuidado que temos que ter nesses dias de copa do mundo, primeiro o cuidado de não darmos a Glória que pertence a Deus aos “deuses do futebol” e segundo o cuidado que temos que ter como cristãos para não fazermos para da roda dos escarnecedores com suas palavras torpes, xingamentos e afrontas bem característicos de uma torcida extremamente passional. De novo me vi a volta como Salmo Primeiro.

Vivemos no mundo é fato e precisamos interagir com o mundo, não somos eremitas vivendo em nossa montanha sagrada longe dos pecados desses mundo. O mundo é trevas e nós possuímos a luz, porém a Igreja atrairá sempre pela diferença, pela sua consagração e santificação.

Sigo assim vivendo o salmo primeiro.

Rodryguez & Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não serão postados comentários de cunho ofensivo, e nem de ordem pessoal, peço aos leitores que se atenham somente ao assunto postado em questão. Rodryguez

Uma linda mulher!

Em tempos da ditadura da beleza, em que algumas marcas, associadas a um forte apelo midiático acabam formando uma opinião sobre a bel...