sábado, 28 de novembro de 2009


A Politica Eclesiastica

 

Foi-se o tempo em que as igrejas confiavam apenas em seus pastores e estes tinham a última palavra sobre nas questões internas das suas congregações. Uma certa feita em um Igreja do Interior, que ra até uma igreja de médio porte, com algumas congregações, sendo assim uma igreja podemos dizer ate certa feita expressiva dentro da sua sociedade. Dentro dela havia um grupo de pessoas, que influenciados por uma pessoa achavam que podiam controlar o Pastor e Ministério,  essa pessoa uma Missionária, tinha aparentemente um grande trunfo a seu favor, seu marido era responsavel por boa  parte da receita da Igreja, e ela volta e meia nas reuniões ministeriais impunha a sua opiniãode forma ardilosa e muitas vezes empurava de goela abaixa  do pastor e minsiterio. Uma dia ela chegou ao cumulo de dizer que eram eles, quem pagavam o salário do Pastor e que se eles saissem além de levar membros com eles a Igreja iria perder em receita! Foi a gota d'agua, o Pastor movido pelo seu brio ferido,  convocou uma reunião extraordinária, pediu ao tesoureiro o levantamento de dizimos e ofertas especificas da dita Missionária e resolveu que a congregaçao devolveria tudo a ela, em algumas parcelas, e disse que se ela quisesse ir poderia porque, quem daria sustento para a Igreja seria O Senhor da Igreja – , quando ele assim mencionou lembrei-me da fase de Lutero, em seus ultimos dias, fazendo recomendações aos seus:

 

" Sabeis que não somos nós, nem nossas forças que materão a Igreja  em  pé mediante os ataques do maligno, mas será sempre aquele que disse: "eis que estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos"

O resultado foi imediato, a missionaria saiu com sua familia, e contrario as suas previsões, a igreja começou a crescer pessoas foram se convertendo e consequentemente a receita foi se equilibrando – um meses depois a missionaria voltou e se reconciliou Gloria a Deus!

 

O que vejo muitas vezes, em nossos dias são ministerios presos a este ou aquele membro, fazendo ate mesmo concessões fora de sua natureza doutrinaria, simplesmente porque ele tem uma certa influencia e muitas vezes financeiras. Outras vezes o Pastor se esforça e vai "costurando" nos bastidores da Igreja, alianças silenciosas para controlar a opinião deste ou daquele que sera prejudicial a Igreja. O que esta acontecendo? Onde esta aquela igreja que confiava na Direçao do Espirito Santo? Que era abençoada e que os sinais seguiam juntos com conversões? Parece que a "democracia" tomou mesmo conta da Igreja, todos falam, todos votam, todos tem o seu parecer, posso ate ser tido como  radical ou mesmo anti-social, mas não é Igreja o corpo onde Cristo é o Cabeça e seus ministros os seus representantes?

Pense nisso

 


 
samuel rodryguez




Novo Windows 7. Você vai achar que nasceu sabendo! Clique e conheça.

Nenhum comentário:

Chega!

São dois mil anos de história da Igreja, uma historia que começou por volta do ano 33, uma historia gloriosa, de lutas, perseguições, da...