sexta-feira, 27 de abril de 2012

Qual versão da Bíblia você prefere?.

 

Cuiabá, um calor daqueles, lá estou eu me protegendo do calor  e tomando uma refrigerante bem geladinho em uma salgaderia. Fico observando o movimento da cidade, que como toda a cidade grande tem de tudo, de todos os tipos, sotaques, produtos, etc. Como você já sabe sou um observador por natureza, e busco sentido, razão e aprendizado nas coisas que vejo.

Na minha frente tem umas jovens sentadas em uma mesa, uma mais empolgada que as outras e mais falante, contando suas proezas e conquistas sexuais, suas incursões bela vida boemia da cidade, seus amores, rindo por ter dançado recentemente com um paulistano em um baile, ele não sabia dançar e que pisou tanto no seu pé que até estragou a alça da sua sandália. Uma das suas amigas pergunta: “Mas porque você dançou a noite toda com ele então?” – Ela responde: “ O cara era bonitão eu estava com vontade de transar com ele naquela noite… valeu o sacrifico” ( usou claro palavras do mais baixíssimo calão!)

Risos e zombarias… não preciso contar os detalhes….

Olho para a rua, o calor é cruel mas vejo algumas pessoas bem compostas com camisas de manga comprida e um até com gravata! Malucos né – Bom esses homens são evangelistas e estão distribuindo folhetos, abordando todas as pessoas que podem, dizendo que Jesus as ama e liberando uma palavra profética, para que Deus abençoe a vida dessas pessoas…

Pois é, existe um caminho que nem os loucos errarão!

Chegam a mim e me deixam um folheto eu agradeço com um amem.

Chegam na mesa das moças e deixam outros folhetos, dizem que Jesus as ama, e que Deus abençoe as famílias dela e saem . Para minha admiração uma delas fica muita curiosa com com folheto e lê-o avidamente e pergunta para a outra, ( a mais escandalosa que falei), porque  a linguagem do texto está diferente? – Essa outra ( a escandalosa) tira uma BIBLIA, de sua bolsa, investiga com a amiga a versão do texto bíblico do folheto comparando-o com a sua versão que era ARC, discorre sobre versões bíblicas, almeida, nvi etc. fecha a bíblia guarda-a e volta ao seu PAPO BRAVO!

Isso mesmo amigo.: A mensagem estava ali, foi, ate digamos a grosso modo objeto de “estudo teológico” – mas não foi recebida como instrumento de transformação, de renovação de vida! Eram  jovens que receberam a palavra com letra e não como espírito!

Pela conversa que ouvi, acredito que todas eram nominalmente Cristãs…

Mas meu foco não é esse, não vou aqui discutir a fé ou a suposta fé deste ou daquele.

Mas pensei comigo mesmo: “O que a Palavra de Deus, tem feito na minha vida? como a tenho recebido?”

Se eu a recebo com “Espirito e Vida” tenho vida em mim mesmo! Se eu a receber como Letra apenas, a letra me matará!

Posso discorrer sobre versões e traduções tal como um escriba, ou Doutor da Lei, mas ainda me falta uma coisa!

Posso versar e declinar verbos no seu sentido original, mas o que isso adiantará se eu não sofrer a transformação gerada pela Palavra da Vida!

Quantas vezes me peguei em detalhes sem importância, preocupado com o português do pregador, com a versão usada, com sua postura e oratória?

Amós era um simples criador de gado e agricultor, e foi ignorado pelo Rei de Israel, todavia era portador de uma poderosa Mensagem!

Pedro, foi o um homem conhecido das autoridades como iletrado, mas pregando com grande autoridade e poder levou a conversão mais de 3000 pessoas!

Não estou fazendo apologia a falta de estudo, afinal Paulo estudou aos pés de Gamaliel.

Mas me preocupo com a forma com as vezes recebo a palavra!

Ah esqueci, a mensagem do folheto era esta:

Alegra-te, jovem, na tua mocidade, e recreie-se o teu coração nos dias da tua mocidade, e anda pelos caminhos do teu coração, e pela vista dos teus olhos; sabe, porém, que por todas estas coisas te trará Deus a juízo.
Eclesiastes 11:9

 

A mensagem da salvação que muda vidas é simples e “quem tem ouvidos para ouvir… OUÇA!

Qual versão da Bíblia você prefere… discussão interessante hein? – Não entrarei no merito dessa questãos, eu prefiro as versões do textus receptus…por diversos motivos, mas escolher a versão pode ser apenas um exercicio de “inteligencia teologia”

Praticar a Palavra é um exercicio espiritual da verdadeira fé.

Rodriguez&Carvalho

Nenhum comentário:

Chega!

São dois mil anos de história da Igreja, uma historia que começou por volta do ano 33, uma historia gloriosa, de lutas, perseguições, da...