segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Mestre Socorre-me

Pedro-se-afogando Não, impossível… Quem não sabe nadar jamais poderá de si mesmo com sua vontade, sabedoria ou conhecimento escapar do destino cruel de morrer afogado! Saber o que é preciso fazer também não resolverá, pois é preciso não apenas o saber, mas o efetuar! Fico pensativo quando escuto pregações “humanistas”, que colocam as soluções dos problemas na força de vontade humana. O homem como pecador se tornou escravo do pecado e como tal não consegue de si só sair desta escravidão. Os problemas da humanidade de forma geral são decorrentes da queda de nossos ancestrais ainda no Éden. O escravo precisa de um libertador, quem se afoga precisa de alguém que saiba nadar para o socorrer. Jesus o grande libertador, veio para desfazer as obras das trevas e o que temos que fazer, senão apenas crer que Ele o fará? Jesus é aquele que caminha por cima das águas qu eestende a sua mão a quem estão se afogando e diz: “não tema Eu Te ajudo” –  Quantos estão se afogando e nós fechamos o nossos olhos nos escondemos atrás da famosa idéia de que a pessoa não se liberta porque não quer? Como se bastasse a pessoa apenas querer… Queres se limpo? falou Jesus, e a resposta que teve foi clara: “Sim Senhor eu quero..” quanta vontade não teve aquele que estava diante do Tanque de Siloé? Jesus é aquele que opera mesmo quando nossas forças acabam, mesmo quando não coseguimos nem mais acreditar, a fé não é apenas um pensamento positivo de que vai dar certo, é antes de tudo um olhar para Jesus, entende nele a libertação completa, Pensamento positivo é olhar para si mesmo e está fadado ao fracasso pois:”Maldito o homem que confia no homem”, fé é lançar o olhar para Deus e entender que ele tudo pode. è dizer como disse Pedro ao afndar nas ondas: “mestre acode-me pois vou perecendo”. O evangelho é o maior poder que homem pode experimentar pois vai além de suas forças humanas.

Jesus salva, Jesus Cura, Jesus Batiza com o Espírito Santo, famosos termos que definem as verdades tão pregadas por pentecostais nestes 100 ultimos anos, tem sido esquecidos por uma nociva idéia de que o homem pode tudo.

Creio no poder restaurador de Deus, no evangelho que rompe com o reino das trevas que nos conduz a luz. Creio que mesmo sem forças algumas se eu lançar um olhar para Jesus, filho de Davi, ele me ordenará para cura e libertação. Creio que a salvação não depende de mim, pois se dependesse a muito eu a teria perdido, mas Sim de um Deus todo poderoso, que resolveu na sua soberania deixar o explendor da sua glória se fazer homem, viver a minha vida e levar sobre o madeiro todos os meus pecados.

O que eu faço? como um naufrago que não saber nadar me afogando… eu olho e vejo Cristo caminhado soberanamente sobre as aguas revoltas, estendo a minha mão e digo: Mestre acode-me pois vou perecer…

 

rodrigues

http://somosfamiliacrista.blogspot.com

Nenhum comentário:

Chega!

São dois mil anos de história da Igreja, uma historia que começou por volta do ano 33, uma historia gloriosa, de lutas, perseguições, da...